NOT√ćCIAS

Você corre risco de invasão cibernética na Olimpíada? Infelizmente, sim

Você corre risco de invasão cibernética na Olimpíada? Infelizmente, sim

by 29 de julho de 2016 0 comments

A proximidade da Olimp√≠ada √© uma oportunidade de ver atletas do mundo inteiro em competi√ß√Ķes de alta performance. √Č uma √©poca √ļnica na qual os olhos do mundo inteiro est√£o voltados para o local dos jogos, mas tamb√©m faz do Brasil e da popula√ß√£o um alvo potencial para diversas a√ß√Ķes criminosas. As empresas de seguran√ßa digital j√° est√£o alertando para o risco de invas√£o cibern√©tica durante a Rio 2016.

A Norton, aponta que 65% dos brasileiros correm risco de invas√Ķes cibern√©ticas durante a Olimp√≠ada. De acordo com a empresa, a previs√£o √© baseada no comportamento dos criminosos e usu√°rios durante grandes eventos esportivos como Jogos Ol√≠mpicos, a Copa do Mundo e o Super Bowl (final do futebol americano).

‚ÄúOs cibercriminosos encontram nesses eventos a oportunidade de maximizar o impacto dos seus ataques. Ao implantar um malware em uma rede aberta, por exemplo, eles podem infectar um n√ļmero muito grande de pessoas. Caso os usu√°rios n√£o tenham prud√™ncia e se protejam contra essas armadilhas, seus dados pessoais podem ser roubados e utilizados para prejudic√°-los financeiramente, hackear suas redes sociais e muito mais‚ÄĚ, diz Nelson Barbosa, engenheiro de seguran√ßa da Norton. ‚ÄúRedes de hot√©is e restaurantes transmitem a falsa sensa√ß√£o de seguran√ßa, mas o usu√°rio n√£o deve se enganar ‚Äď essas redes tamb√©m podem ser facilmente invadidas‚ÄĚ, alerta o executivo.

Já a a Avast, dos antivírus, aponta que os cibercriminosos de outros países também treinaram muito para esta temporada esportiva e sua medalha de ouro será conseguir os seus dados e o dinheiro de muita gente durante os jogos. A empresa indica alguns pontos para quem vai assistir aos jogos da Rio 2016 que merecem atenção.

Clonagem em caixas autom√°ticos
A clonagem de cart√Ķes √© feita pelos por eles principalmente colocando um leitor de cart√£o sobre o leitor original do caixa autom√°tico, para escanear o cart√£o da v√≠tima assim que seja inserido no caixa. Dessa forma, o ladr√£o consegue todas as informa√ß√Ķes armazenadas na tarja magn√©tica – no Brasil, a maioria dos cart√Ķes tem chip, mas em muitos outros pa√≠ses n√£o. Para conseguir a senha, os ladr√Ķes usam uma c√Ęmera que grava a digita√ß√£o dos n√ļmeros no teclado ou tamb√©m um teclado falso sobre o original do caixa.

‚ÄúVoc√™ deve observar cuidadosamente o caixa autom√°tico que vai usar. E se vir algo suspeito ou notar alguna pe√ßa que n√£o deveria estar ali, n√£o use. Al√©m disso, √© bom visualizar com frequ√™ncia o saldo da conta e informar ao banco qualquer atividade suspeita‚ÄĚ, diz Jaromir Horejsi, analista s√™nior de malware da Avast.

Phishing e websites
O ataque com phishing é outro dos métodos prediletos dos cibercriminosos, porque é fácil de executar e ao mesmo tempo lucrativo. Os emails e sites de phishing são criados para parecerem reais, o que às vezes torna difícil descobrir a falsificação.

‚ÄúN√£o recomendamos fazer clicks em links onde seja pedida a digita√ß√£o de dados ou de informa√ß√Ķes pessoais ‚Äď o que normalmente pedem. Para comprar ingressos, por exemplo, deve-se acessar diretamente o site dos Jogos Ol√≠mpicos Rio 2016 . A mesma coisa vale para ofertas em hot√©is ou voos ‚Äď sempre √© mais seguro ir diretamente ao site oficial ou autorizado em lugar de clicar em um link recebido por e-mail.

Aplica√ß√Ķes m√≥veis falsas
Os cibercriminosos t√™m atra√ß√£o por pessoas que seguem tend√™ncias: durante a Copa America 2016, por exemplo, foi poss√≠vel encontrar aplica√ß√Ķes na Google Play Store que eram imita√ß√Ķes do FIFA. Seu objetivo era coletar dados e bombardear os usu√°rios com an√ļncios.

A melhor maneira de se proteger √© instalar preventivamente um aplicativo de antiv√≠rus. Ele ir√° detectar e proteger o usu√°rio de de malwares e adwares. Tamb√©m se deve estar alerta e baixar aplicativos somente do Google Play Store ou Apple App Store. ‚ÄúOs cibercriminosos tamb√©m ignoram algumas restri√ß√Ķes das lojas de aplicativos, pedindo aos usu√°rios mais dados do que o necess√°rio para o funcionamento dos programas. Eles podem abusar desses dados para roubar identidades digitais das pessoas, ou mesmo hackear suas contas. Antes de baixar um app, tente ler os coment√°rios para ver se n√£o h√° um ou mais avisando que o aplicativo n√£o funciona como deveria – e assim voc√™ saber√° que n√£o deve baix√°-lo‚ÄĚ, diz Nikolaos Chrysaidos, da √°rea de Seguranca e Malware M√≥vel da Avast.

Wi-Fi inseguro
Quem vai √† Rio 2016 seguramente vai querer economizar dinheiro da sua conta de dados usando Wi-Fi p√ļblico. Acontece que essas redes podem ser facilmente interceptadas para espionagem online. No fim de semana antes do Mobile World Congress, em Barcelona (fevereiro de 2016), a Avast criou um hotspot de Wi-Fi gratuito falso no aeroporto de Barcelona, para ver quem se conectava. Milhares de pessoas fizeram isso e foi poss√≠vel descobrir que dispositivos utilizavam, que sites estavam acessando ou que aplicativos instalaram.

‚ÄúDeve-se sempre utilizar um aplicativo de VPN (virtual private network) como o Avast SecureLine VPN, quando se utiliza redes p√ļblicas de Wi-Fi. A VPN cria uma conex√£o criptografada segura e dirige o tr√°fego para um servidor proxy. A conex√£o criptografada protege os dados e evita que os hackers tenham acesso a eles ou alterem a comunica√ß√£o do usu√°rio na internet‚ÄĚ, diz Jiri Sejtko, director do Viruslab na Avast.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Coment√°rio

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Coment√°rio Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um coment√°rio.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *