NOT√ćCIAS

Usu√°rios gastam 24% mais em transa√ß√Ķes in-App do que em download de aplicativos

Usu√°rios gastam 24% mais em transa√ß√Ķes in-App do que em download de aplicativos

by 19 de julho de 2016 0 comments

O Gartner, de pesquisa em tecnologia, aponta que os usu√°rios de aplicativos para dispositivos m√≥veis gastam 24% mais em transa√ß√Ķes in-App do que em pagamentos antecipados para download de aplicativos. De acordo com pesquisa realizada pelo Gartner, a prefer√™ncia dos clientes por compras in-App indicam que a flexibilidade oferecida por esse modelo garante uma melhor experi√™ncia do cliente.

‚ÄúOs resultados revelam que usu√°rios de aplicativos m√≥veis gastam US$ 7,40 em downloads de Apps a cada tr√™s meses e US$ 9,20 em transa√ß√Ķes dentro de aplicativos, valor 1/4 maior. Isso confirma que, uma vez que os usu√°rios tenham certeza de que a ferramenta oferece a experi√™ncia desejada sem a necessidade de pagar antecipadamente, eles ter√£o mais facilidade em gastar em transa√ß√Ķes in-App‚ÄĚ, afirma Stephanie Baghdassarian, Diretora de Pesquisas do Gartner.

Stephanie acrescenta que nem todos os usu√°rios ativar√£o as transa√ß√Ķes in-App, especialmente aqueles que n√£o perceberem sua utilidade. Por√©m, os que conseguem enxerg√°-la possuem maior possibilidade de gastar quantias mais altas. Um em cada tr√™s usu√°rios investe, em m√©dia, mais de US$ 5 por m√™s.

 Gr√°fico: Quanto voc√™ gastou em aplicativos para dispositivos m√≥veis nos √ļltimos tr√™s meses?


Gr√°fico: Quanto voc√™ gastou em aplicativos para dispositivos m√≥veis nos √ļltimos tr√™s meses?

A pesquisa revela ainda que os jovens s√£o mais confiantes ao realizar transa√ß√Ķes in-App do que os mais velhos. Embora essas transa√ß√Ķes geralmente representem a maior parte dos gastos em todas as faixas et√°rias (exceto dos 35 aos 44 anos, em que s√£o iguais √†quelas com pagamentos antecipados), a diferen√ßa entre os dois modelos √© muito maior entre usu√°rios mais jovens, de 18 a 34 anos. Essas gera√ß√Ķes se sentem mais seguras para gastar em aplicativos do que os usu√°rios mais velhos, que acreditam mais no modelo cl√°ssico de compra. Os mais jovens provavelmente n√£o devem perder essa confian√ßa e nem diminuir as expectativas quanto √†s transa√ß√Ķes in-App no futuro, uma boa not√≠cia para fornecedores de aplicativos para dispositivos m√≥veis.

Testar antes de comprar
Mais de 65% das pessoas entrevistadas afirmaram que seus gastos continuaram os mesmos com rela√ß√£o aos downloads pagos e transa√ß√Ķes in-App. No entanto, entre os usu√°rios que mudaram os n√≠veis de gastos em aplicativos m√≥veis no ano passado, 62% aumentaram suas transa√ß√Ķes in-App e 55% em downloads pagos. “H√° uma prefer√™ncia pelas transa√ß√Ķes em aplicativos porque elas permitem que os usu√°rios ‚Äėtestem antes de comprar‚Äô e validem a oferta antes de um envolvimento maior”, explica Stephanie.

“Uma √≥tima experi√™ncia do cliente leva o usu√°rio a defender o produto ou servi√ßo, tornando-o leal e fiel √† marca. Al√©m das transa√ß√Ķes in-App, os fornecedores de aplicativos m√≥veis devem apostar em atualiza√ß√Ķes para vers√Ķes premium. Uma boa abordagem √© misturar recursos extras que motivem as transa√ß√Ķes in-App durante o ciclo de vida do aplicativo, para que os usu√°rios tenham a oportunidade de escolher o que pagar ‚Äėa la carte‚Äô, embora ainda exista a op√ß√£o de comprar o pacote completo se desejado”, afirma a diretora.

Os fornecedores que querem oferecer a melhor experi√™ncia ao cliente devem estar atentos √† publicidade nos aplicativos. Quase 60% dos usu√°rios afirmam que acessam esse tipo de an√ļncio, demonstrando que ainda √© preciso provar o valor que as propagandas agregam.

“Independente do tipo de aplicativo, seja um jogo, um App de produtividade, sa√ļde ou entretenimento, h√° sempre oportunidade para agregar valor extra por meio das transa√ß√Ķes in-App, impulsionando o envolvimento dos usu√°rios e, eventualmente, sua satisfa√ß√£o‚ÄĚ, diz Stephanie.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Coment√°rio

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Coment√°rio Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um coment√°rio.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *