NOTÍCIAS

Suas novas ferramentas de segurança cibernética já estão envelhecendo

Suas novas ferramentas de segurança cibernética já estão envelhecendo

by 14 de dezembro de 2017 0 comments

* Por Lynda Grindstaff

Na indústria da segurança cibernética vemos o número de ameaças crescer o tempo todo. Para colocar as coisas em perspectiva: desde 2015, o número de novos malwares reportados trimestralmente mais do que duplicou. No primeiro trimestre de 2017, o McAfee Labs registrou 244 novas ameaças a cada minuto, ou mais de quatro a cada segundo.

Com as ameaças se multiplicando nesse sentido, seria fácil assumir que as empresas deveriam comprar as ferramentas de segurança mais recentes do mercado, ancorá-las firmemente e se sentirem aliviadas por terem investido em uma forte defesa que durará por muito tempo. Mas essa suposição está totalmente errada.

Infelizmente não é possível apenas preencher um cheque e sentar-se tranquilamente. Não importa quão boas as ferramentas de segurança cibernética sejam, elas perdem a eficácia ao longo do tempo, ao mesmo tempo que um mundo de atacantes cria novas ameaças sem parar. De fato, enquanto a adoção antecipada das ferramentas mais recentes proporciona boa proteção por um tempo, a adoção em massa dessas ferramentas dá aos invasores mais incentivos para vencer as melhores ferramentas.

Nós chamamos esse declínio na eficácia de curva de Grobman, conceito que recebeu o nome do diretor técnico da McAfee Steve Grobman, pelo princípio que ele estabeleceu no livro A Segunda Economia: A Corrida pela Confiança, Tesouro e Tempo na Guerra da Cibersegurança.

A grande questão é: como você estende essa curva para tirar a maior eficácia das suas ferramentas de segurança cibernética? Esta não é uma questão abstrata. Essa eficácia se traduz diretamente no valor do investimento e da segurança como empresa. A resposta para essa questão é: Agilidade.

As empresas simplesmente devem se adaptar, evoluir e continuarem ágeis. É a única maneira de ficarem à frente de bandidos que constantemente estão mastigando a base das empresas como se fosse um exército de cupins em uma casa.

Não serei vaga ou filosófica sobre como fazer isso. Manter-se ágil significa não se apressar para comprar a melhor ferramenta apenas para vê-la perder a eficácia depois. É preciso investir em uma abordagem integrada de plataforma aberta que permita implantar soluções de segurança mais rapidamente, estender sua eficácia por mais tempo e coordenar todos os aspectos da sua segurança, desde o endpoint até a nuvem.

* diretora de Inovação e Avaliação do Futuro da McAfee

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *