NOTÍCIAS

SAP corre para nuvem. Meta com modelo é de 22 bi até 2017

SAP corre para nuvem. Meta com modelo é de 22 bi até 2017

by 5 de fevereiro de 2015 0 comments

A SAP anuncia registro de forte crescimento com aplicações em nuvem e prossegue na estratégia de liderar as transformações que abrangem todo o setor de software empresarial. A receita proveniente de assinaturas de nuvem e suporte aumentou 45% no ano, atingindo €1,10 bilhão no mundo. Os resultados financeiros divulgados são do quarto trimestre de 2014.

A receita não-IFRS de assinaturas de nuvem e suporte somou €699 milhões em dezembro de 2014, um aumento 56% na relação ano a ano (40%, levando em conta a taxa de câmbio constante). E a carteira de assinaturas de nuvem e suporte até dezembro de 2014 registrou um total de €2,3 bilhões, um aumento de 94% em relação ao ano anterior.

“Continuaremos intensificando nossa ambição em relação à nuvem para ter um fator de crescimento de sete vezes entre 2014 até 2020″, afirma Bill McDermott, CEO da SAP. Ele acrescenta que em 2014, o forte crescimento da SAP foi impulsionado pela plataforma SAP Hana. “Pelo mais amplo portfólio de nuvem e pela maior rede de negócios do mundo”, argumenta.

O diretor financeiro da companhia também destaca o crescimento excepcional da companhia nos negócios de nuvem, somando globalmente receita de €3 bilhões. “Esse é um negócio sólido que vai gerar forte crescimento no futuro”, comenta Luka Mucic.
Segundo ele, a previsão é que a receita proveniente de assinaturas de nuvem supere a de licença de software em 2018, quando a SAP espera atingir uma escala nos negócios de nuvem que vai abrir caminho para a expansão acelerada de lucro operacional.

De acordo com a SAP, a receita total de nuvem agora excede €1,7 bilhão ou US$ 2 bilhões. O faturamento não-IFRS de nuvem calculado cresceu 104% (78% com base na taxa de câmbio constante) no quarto trimestre.

Nuvem em alta
A empresa prevê que a receita não-IFRS de assinaturas de nuvem e suporte para todo o ano de 2015 fique entre €1,95 bilhão e €2,05 bilhões, considerando a taxa de câmbio constante (€1,10 bilhão em 2014). As empresas Concur, adquirida pela SAP, e a SAP Fieldglass devem contribuir com aproximadamente 50 pontos percentuais desse crescimento.

Para 2017, a companhia continua prevendo crescimento rápido para os negócios de nuvem, com a receita não-IFRS de assinaturas de nuvem e suporte atingindo entre €3,5 bilhões e €3,6 bilhões em 2017. A receita total não-IFRS deve alcançar um montante entre €21 bilhões e €22 bilhões em 2017. A empresa espera ter um lucro operacional não-IFRS entre €6,3 bilhões e €7,0 bilhões em 2017.

As alterações para as metas de 2017, de acordo com a empresa, refletem o impacto da aquisição da Concur e da adoção antecipada e mais rápida das soluções de nuvem privada da SAP por parte dos clientes

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *