NOTÍCIAS

Por que a área de TI deve estar atenta às práticas de governança?

Por que a área de TI deve estar atenta às práticas de governança?

by 4 de abril de 2017 0 comments

* Por Sérgio Junqueira

Utilizada em larga escala e presente em quaisquer áreas de uma organização, a TI deve, necessariamente, ser alvo de governança. Diante de seu papel de destaque como elemento que agrega valor às atividades de uma organização, a TI possui tanta responsabilidade quanto as outras áreas direta ou indiretamente ligadas à cadeia. Desta forma, também deve implementar a governança, cujos investimentos são mais abrangentes, pois afetam a organização como um todo e não apenas setores específicos.

Embora seja possível classificar facilmente os investimentos de forma a avaliá-los como custos agregados aos produtos ou como despesas vinculadas aos processos de apoio, a governança de TI exige a transparência dos gastos e mensuração dos resultados. Não é mais permitida a fé cega na mágica da tecnologia e a crença absoluta na melhoria dos resultados simplesmente pelo fato de serem utilizadas tecnologias avançadas. Tal como qualquer outra, as áreas de tecnologia precisam apresentar resultados de forma clara e inequívoca.

A máxima de que “a TI é o negócio e o negócio é a TI” deve ser compreendida não como uma declaração orgulhosa e atestado da importância quase sobrenatural da tecnologia. Isto é uma meta, um compromisso e uma obrigação de alinhamento à estratégia com a obtenção de resultados. No entanto, observa-se que os problemas mais citados entre os gestores da área estão relacionados a três fatores principais: gerir a TI como uma empresa; desenvolver uma rede de parceiros e fornecedores confiáveis e cumprir prazos com a organização.

Estes três pontos mostram claramente que a grande preocupação é com a gestão que leva a governança a um patamar vital. Através dela, o profissional tem controle sobre os seus principais objetivos, utilizando indicadores e tomando ações diretamente relacionadas ao cumprimento dos mesmos. A preocupação dever ser tanto com os objetivos de sua área como com os vinculados à estratégia da organização. De fato, a TI deve ser medida pelo valor agregado aos fins de qualquer empresa.

Alinhamento da TI
Embora as organizações dependam fundamentalmente das áreas de TI, conseguir verba para projetos que não estejam alinhados com a estratégia e objetivos da organização torna-se praticamente impossível. A TI deve implementar ações que primem por um alinhamento do setor com as diretrizes e objetivos da empresa. Não deve tratar apenas dos aspectos operacionais, mas também manter foco nas questões legais, normas e regulamentações obrigatórias relativas às atividades de seus clientes. Os padrões e relacionamentos devem ser construídos de forma estruturada, envolvendo os profissionais técnicos, diretores, gestores e usuários. Assim, com o envolvimento de todos, é possível minimizar riscos e obter maior produtividade.

Entre os vários desafios da TI, a implementação da governança talvez seja o mais importante. A transparência da apresentação dos resultados só gera fatores positivos. Mesmo quando ficam abaixo do esperado, os indicadores bem definidos mostram o que deu errado e quais devem ser as medidas corretivas. Acima de qualquer outro aspecto, a apresentação de números reais e sem máscaras gera confiança e permite um alinhamento cada vez maior com a alta gestão e a estratégia da organização. A governança de TI é o melhor caminho, e não o menor, para a obtenção de resultados perenes e sólidos, visando uma organização mais estruturada e produtiva no que diz respeito ao uso da tecnologia.

diretor de Backoffice de Desenvolvimento
de Produtos do Grupo Senior Solution

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *