NOTÍCIAS

Pombophone. Presos mostram o que é mobilidade tecnológica

Pombophone. Presos mostram o que é mobilidade tecnológica

by 17 de fevereiro de 2017 0 comments

A crise e a disputa entre facções criminosas no sistema carcerário do Brasil tem desdobramentos imprevisíveis. Se a violência sanguinária crescente é uma marca incontestável da situação, o jeitinho criativo dos detentos para superar a vigilância também parece não ter limites. Agentes do presídio de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, capturaram essa semana um pombophone, uma adaptação de mobilidade tecnológica na inocente ave.

O pombo carregava um colete preso ao corpo. Dentro, havia um celular e uma bateria, prontos para serem encaixados para o funcionamento. A ave não despertou a atenção até os vigias notarem a estranha movimentação dos presos tentando pegá-la, no pátio.

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo (SAP-SP) divulgou o caso na última terça-feira, 14 de fevereiro. Entre a quinta à noite e a sexta-feira de manhã, o episódio burlesco ganhou as manchetes do noticiário internacional, especializado em notícias estranhas.

Segundo a SAP, a direção do presídio está averiguando o ocorrido. O caso do pombophone foi registrado em um boletim de ocorrência e foi instaurado um processo disciplinar para apurar as circunstâncias do ocorrido. O caso também foi comunicado à Vara de Execuções Penais.

Caso registrado
Ainda não está claro se o pombophone tinha destinatário certo dentro da penitenciária de Franco da Rocha. Mais difícil ainda será saber se o engenhoso produto híbrido de tecnologia e ave é somente um protótipo ou uma novidade já em escala de produção.

A crise nos presídios brasileiros estão nas manchetes internacionais há semanas. A superlotação, a estrutura degradada e o conflito entre gangues criminosas chamam a atenção de todos ao redor do mundo. Desde o início do ano, mais de 140 pessoas morreram nos episódios sangrentos.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *