NOTÍCIAS

Poli-USP seleciona para treinar projetistas de circuitos integrados. Bolsa de R$ 2 mil

Poli-USP seleciona para treinar projetistas de circuitos integrados. Bolsa de R$ 2 mil

by 2 de março de 2015 0 comments

A Poli-USP – Escola Politécnica da USP convoca interessados em participar do curso em seu centro de treinamento, inaugurado em fevereiro, o CT3 – Centro de Treinamento de Projetistas de Circuitos Integrados, no Programa Nacional de Formação de Projetistas de Circuitos Integrados do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Localizado no prédio da Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da USP, o CT3 dispõe de duas salas de treinamento equipadas com 36 estações de trabalho cada uma e softwares comerciais de última geração, só disponíveis em grandes empresas.

O interessado deverá passar pelo processo de seleção dos Centro de Treinamentos, a cargo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que consiste em uma prova online, na qual os estudantes que obtiverem melhor desempenho estarão aptos a participar do curso.

Os estudantes selecionados ganham uma bolsa de R$ 2.000,00 do CNPq durante os primeiros 12 meses de curso (fases um e dois). Após os 12 meses, os melhores estudantes podem concorrer a mais 12 meses de bolsa realizando um estágio de especialização em uma das IC Design Houses, credenciadas no CI-Brasil (fase três). Um pré-requisito para participar desse curso é ser formado na área de ciências exatas. As inscrições serão realizadas pelo site .

Atuam na formação dos estudantes 12 projetistas credenciados, especialistas convidados e professores da Universidade de São Paulo, uma das maiores e mais importantes universidades brasileiras, o que garante a qualidade e credibilidade do CT3. Para o coordenador do Centro de Treinamento (CT3), professor João Antônio Martino, do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Escola Politécnica da USP, criar um ambiente no estado da arte, na Escola Politécnica da USP, para o desenvolvimento de projetos de circuitos integrados é de grande relevância para o País.

“Aprimora a formação de recursos humanos em nível de graduação e pós-graduação, além de atender a uma demanda crescente nos mercados nacional e internacional”, reforça o professor.

O primeiro curso a ser oferecido pelo CT3 é composto de três fases. A primeira fase é teórica e dura seis meses. Já na segunda fase, também com seis meses voltados para a aplicação dos conhecimentos, os alunos realizam um projeto real de Circuito Integrado. Na última etapa, os alunos passam doze meses em estágio de especialização. O CT3 é gerenciado pelo Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da USP, conta com o apoio institucional da Finep e CNPq, e das parcerias com a Smart Modular Technologies e o LSI-TEC.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *