NOTÍCIAS

Novo mundo digital desafia segurança como nunca

Novo mundo digital desafia segurança como nunca

by 13 de junho de 2017 0 comments

Segurança tem sido parte essencial nos negócios dos últimos anos. Se já era visível a importância da proteção da infraestrutura de TI no começo dos anos 2000 e, se isso se intensificou com a internet e o e-business, agora é algo indissociável do negócio. Empresas que passaram por essas fases enfrentam grandes desafios para os próximos anos. Pouca coisa que deu certo quanto a TI era departamentalizada teve de encarar a internet e a mobilidade. E o quadro será também de desafio quando big data, DevOps, blockchain e internet das coisas se tornarem mais uma parte da companhia.

Especialistas em segurança devem adaptar as técnicas conhecidas para a nova era digital, aponta a consultoria Gartner. Esta foi a tônica na abertura do Gartner Security & Risk Management Summit 2017, em Maryland (EUA). “A verdade é que nós tivemos uma visão binária do mundo que não existe há muito tempo: preto ou branco, bom ou ruim, etc. A resposta é que realmente não temos certezas em nenhum desses extremos. Pode ser nenhum deles, podem ser ambos “, disse Neil MacDonald, vice-presidente do Gartner. “A ambigüidade é a nova realidade. Abrace o cinza “, completa.

A consultoria introduziu uma nova abordagem na segurança digital corporativa. Em 2014, o Gartner havia levantado a bandeira da Arquitetura de Segurança Adaptativa, algo que dava condições para enfrentar as mudanças que ocorriam há três anos. Mas as transformações foram além do imaginado e agora os especialistas do Gartner estão divulgando um novo conceito, chamado CARTA (continuous adaptive risk and trust assessment – avaliação contínua do risco adaptativo e da confiança.

Assim como a chamada transformação digital não é um produto ou conceito fechado, e é mais parecida com uma ideia a ser perseguida ou um novo modo de enxergar os negócios, a CARTA é uma espécie de filosofia de segurança. “Precisamos que a segurança seja adaptável em todos os lugares – para abraçar as oportunidades – e gerenciar os riscos – que vêm com este novo mundo digital”, disse MacDonald. É oferecer segurança a todos os envolvidos e – além de tudo – algo que se move à velocidade do negócio digital.

União para segurança
Por várias vezes, o conceito de “ecossistema” foi citado nessa ideia de CARTA. A nova visão propõe que não existe empresa isolada e quando uma é afetada por um episódio de ataque cibernético, todas são.

As invasões do sistema e quase hecatombe da internet em âmbito mundial provocadas pela botnet Mirai e pelo vírus WannaCry mostram que essa visão faz sentido. Em dias (no caso do Wcry, horas) centenas de infraestruturas foram comprometidas e empresas pararam de funcionar. O prejuízo foi incalculável.

“O gerenciamento de riscos não é mais domínio de uma única empresa e deve ser considerado ao em âmbito de ecossistemas”, disse o diretor de pesquisas do Gartner Eric Ahlm. “O sucesso de um produto ou serviço está agora fundamentalmente entrelaçado com outros. Meu risco é seu risco. Estamos na mesma”, enfatizou Ahlm.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *