NOTÍCIAS

Mundo dos games se rende aos smartphones

Mundo dos games se rende aos smartphones

by 25 de outubro de 2019 0 comments

Por Samir Vani *

Durante muito tempo os gamers mais tradicionais, acostumados a jogar no computador ou mesmo nos consoles, torceram o nariz para os jogos de smartphones, apontando questões como tamanho de tela ou mesmo limitações gráficas ou de processamento.

Mas, seja por questões financeiras, pela evolução nos recursos de hardware dos celulares ou pela disponibilidade de versões móveis de títulos de sucesso dos consoles, já é possível dizer que o mundo dos games se rendeu aos dispositivos móveis.

Segundo uma pesquisa feita com 800 pessoas entre 18 e 41 anos, realizada pela consultoria de mercado Mindminers, em parceria com a Samsung, mais de 90% dos entrevistados usam seu smartphone para jogar, enquanto 59,9% jogam em computadores e 46,3% usam o console.

Especificamente no Brasil, o cenário não é muito diferente: dados da pesquisa Game Brasil 2019 mostram que 83% dos entrevistados preferem o telefone para jogar.

Essa supremacia se reflete na receita do setor: estudo feito pela consultoria Newzoo aponta que a plataforma mobile, que inclui smartphones e tablets, é a mais rentável no mundo dos games, com uma receita estimada de US$ 68,5 bilhões ao ano, nada menos que 45% da receita da indústria de jogos.

Além da praticidade de estar sempre com o seu smartphone no bolso para jogar a hora que quiser, é importante destacar a evolução do hardware dos celulares como um ponto importante para a atração dos jogadores.

Como os jogos são softwares que demandam mais dos telefones que aplicativos tradicionais (como programas de redes sociais, e-mail ou navegadores de web), os fabricantes têm adotado componentes mais potentes e inteligentes em seus dispositivos.

Novos chipsets para smartphones com foco nos games foram lançados nos últimos meses projetados para ser o centro de uma experiência em jogos muito mais imersiva, com a combinação de recursos como Inteligência Artificial, núcleos de CPU e GPU e memória ultrarrápida, entre outros.

Isso sem falar na adoção de tecnologias como a HyperEngine, que otimiza o smartphone para a melhor experiência de jogo possível.

Entre os novos recursos que estão sendo incorporados aos celulares inteligentes para promover uma melhor experiência de jogo online, sem interrupções, é possível destacar itens como a previsão inteligente de rede, que otimiza a conexão entre o smartphone e a rede celular (3G, 4G e, no futuro próximo, 5G).

Caso seja detectada a degradação do sinal Wi-Fi, ela aciona simultaneamente o Wi-Fi e o LTE, em milissegundos. Estima-se que, mesmo com uma rede sobrecarregada, é possível obter uma resposta 50% mais rápida.

Já com a conexão Wi-Fi dupla, é possível que uma única antena de smartphone seja conectada a duas bandas (2,4 GHz/5 GHz) ou dois roteadores simultaneamente. Assim é possível garantir uma conexão confiável, com menor latência e menor instabilidade no jogo.

E o engine de gerenciamento de recursos direciona de maneira inteligente os recursos do dispositivo, incluindo CPU e GPU, para um desempenho otimizado, com taxas de quadro fluidas, alto desempenho nos jogos e – ponto muito importante quando se fala em uso de smartphone – controle inteligente para o menor consumo de energia, para jogos mais longos.

E esses são só alguns exemplos. Sem dúvida veremos cada vez mais pessoas com os olhos na tela do smartphone – e detonando nos games!

 

* Samir Vani é Country Manager da MediaTek

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *