NOTÍCIAS

Mercado negro de cartões de crédito roubados tem serviços e bitcoin

Mercado negro de cartões de crédito roubados tem serviços e bitcoin

by 31 de agosto de 2015 0 comments

O crime organizado não tem esse nome por acaso. Ele realmente é organizado. Um exemplo é o comércio de b roubados. As gangues que revendem os números também oferecem serviços de informações e testes. Tudo para facilitar o crime e aproveitar o máximo de tempo enquanto as investigações e bloqueios não avançam. Não seria exagero mudar o conceito dessa prática de crime organizado para crime digitalmente sofisticado.

Para alertar como tudo isso funciona, os especialistas da Easy Solutions desvendaram algumas práticas e emitiram um relatório com as principais descobertas. O grupo da empresa faz monitoramento constante dos mercados negros da internet, como parte do trabalho de proteção contra fraudes para seus clientes, e têm um mapeamento perfeito do que ocorre ali.

Este relatório é um pequeno resumo das informações sobre o assunto, um tour guiado no sombrio mundo dos sites que vendem números de cartões de crédito e uma análise de um deles, o Valid Shop. O relatório mostra o que acontece quando as informações sobre o cartão de uma pessoa são oferecidas, como os sindicatos do crime combinam esses dados com outras “mercadorias” para melhor vendê-las, como dão preços aos “pacotes” e seu grau de profissionalização.

Como a Valid Shop ficou exposta, seus donos e frequentadores já se mudaram para outros endereços na deep web.

Principais descobertas
– O mercado negro de cartões de crédito é tão ou mais sofisticado do que o mercado eletrônico da Amazon, oferecendo, além do ‘produto’, suporte e serviços;
– Os sites de venda utilizam as tecnologias de desenvolvimento mais sofisticadas para tornar as buscas mais rápidas e amigáveis, tornando muto fácil adquirir cartões específicos – por exemplo, escolhendo-se a bandeira;
– O BitCoin continua sendo o método preferido pelos vendedores para o fechamento dos negócios, embora também sejam aceitos Perfect Money e transferências de fundos como Money Grant e Western Union;
– Mercados mais sofisticados chegam a oferecer testes com os números dos cartões, para garantir que um cartão roubado e recém comprado é válido e ainda pode ser utilizado.

Sofisticação
Cartões de crédito recém-furtados estão sempre aparecendo nos mercados negros, vindos de várias origens – invasões, logs de transações não-criptografadas e até alguns obtidos por falsas máquinas de leitura. Tal como outros sites de comércio eletrônico, o Valid Shop e outros do gênero têm o objetivo de proporcionar uma experiência de compra tranquila e fácil para seus clientes. Muitos dos sites do gênero dispõem de funcionalidades típicas de sites de e-commerce sofisticados – informação sobre o produto, carrinho de compras, notícias sobre o assunto e mesmo ofertas de serviços e de suporte.

As interfaces dessas lojas estão se tornando cada vez mais ricas e funcionais, proporcionando utilização totalmente “amigável”, permitindo que os usuários encontrem o que querem em poucos cliques. Os compradores podem buscar, por exemplo, por tipo de cartão, banco, localização geográfica e até mesmo pelo nome do ex-proprietário.

Outros critérios disponíveis para filtragem são:
· País de origem
· BIN (número do banco)
· Tipo de cartão (VISA ou AMEX, por exemplo)
· Qualidade dos cartões (Standard, Platinum, Black, etc)
· Qualidade da lista furtada (Target, Neiman Marcus, etc)
· Banco emissor (dado útil quando o criminoso sabe que aquele banco não utiliza determinadas proteções para aqueles cartões)

Quando o comprador escolhe pagar com BitCoins, um endereço BitCoin “não rastreável” é imediatamente criado, ficando à espera do depósito.

O Perfect Money é aceito em certos fóruns, assim como transferências eletrônicas como Money Grant e Western Union. Em alguns países, o comprador só tem essa opção. Embora nesse caso os criminosos tenham de ir a uma loja, eles dão um jeito de esconder o rosto para que sua imagem não seja registrada pelas câmeras. Em outras palavras, os métodos de pagamento para cartões furtados continuam virtualmente não-rastreáveis, e esse crime se torna mais sofisticado a cada dia.

Como bons operadores de comércio eletrônico, tanto a Valid Shop quanto outros vendedores de cartões de crédito no mercado negro facilitam muito as compras. A Valid Shop chega a disponibilizar ofertas que podem ser aceitas num só clique, para aqueles com o impulso desesperado de comprar um cartão de crédito roubado instantaneamente.

A Valid Shop tem o diferencial de oferecer aos clientes um recurso para que testem uma transação do cartão escolhido, comprovando que ele está em funcionamento e será aceito. Para estimular mais a compra, é oferecida “satisfação garantida ou seu dinheiro de volta”. No caso da Valid Shop, o reembolso pode ser feito na hora. Outros sites fazem o reembolso automaticamente quando a transação é recusada.

Conclusão
As tecnologias da Web tornaram possíveis todos os tipos de comércio eletrônico, inclusive aqueles dedicados à venda de itens ilegais, como os cartões roubados e mercadorias ilegais – armas e drogas, por exemplo. As tecnologias favorecem a busca, processamento de pedidos e prestação de serviços ao comprador. Com certeza os criminosos continuarão melhorando a qualidade desses sites, tornando cada vez mais fácil o acesso aos cartões roubados. Bancos e outras organizações financeiras travam uma luta desigual contra esses mercados altamente organizados e administrados. Ao mesmo tempo, o comprometimento desses cartões é inevitável.

Compreender a dinâmica desses mercados permite rapidamente identificar quais os cartões comprometidos, alertando as organizações para que façam o bloqueio e substituição, reduzindo assim o tempo em que eles podem ser utilizados.

 

 

Acessse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *