NOTÍCIAS

IBM Cloud atrai startups brasileiras

IBM Cloud atrai startups brasileiras

by 5 de março de 2015 0 comments

A startups Intoo, BovControl e Nativoo hospedaram suas soluções em cloud da IBM para expandir participação em novos mercados. As jovens empresas escolheram o programa Catalyst, da SoftLayer, exclusivo para startups, que oferece maior disponibilidade, confiabilidade, velocidade e baixo custo.

Em 2013, a Intoo lançou no mercado brasileiro uma plataforma online para que pequenas empresas e instituições financeiras pudessem reduzir a burocracia e facilitar o acesso ao financiamento no País. Com perfil de crédito centralizado, a plataforma permite que empresas solicitem financiamento diretamente a diferentes instituições, as quais, na outra ponta, fazem propostas de crédito para essas organizações. Foram cerca de 30 mil visitas mensais no website, o que levou a empresa a buscar um novo serviço de nuvem capaz de suprir a crescente demanda por disponibilidade constante, mantendo seu orçamento de TI.

Com a implementação da tecnologia SoftLayer, a Intoo obteve crescimento de 40% na velocidade das operações e aumentou o número de visitas à sua plataforma online para 50 mil por mês em um período de apenas cinco meses. Assim, encerrou o ano de 2014 com R$100 milhões em transações na plataforma IBM.

“O início de toda startup é muito difícil, os recursos são limitados, portanto qualquer economia é importante para o sucesso do negócio. Por outro lado, o investimento em TI é necessário para garantir um excelente atendimento ao cliente. Com a SoftLayer, encontramos a economia e a infraestrutura em nuvem que estávamos procurando”, diz Arthur Farache, fundador da Intoo.

Outro exemplo é a BovControl, que desenvolveu uma solução inovadora que fornece ferramentas de decisão aos pecuaristas por meio das tecnologias de mobilidade e ‘internet das coisas’ oferecidas na nuvem. Partindo do levantamento e cruzamento das informações coletadas por diferentes dispositivos conectados à internet (como balanças e chips implantados sob a pele dos animais, intra-rumen ou na orelha), a solução produz leituras e relatórios em um painel georreferenciado que são enviados aos smartphones dos fazendeiros. Com esses relatórios e alertas, os empresários têm a visualização de seus negócios, da produção e das operações, podendo monitorar tudo remotamente e em tempo real.

Atualmente, a empresa tem sede em Palo Alto, Califórnia (EUA), no Vale do Silício, e ultrapassou o principal sistema de controle de gado do governo brasileiro em número total de fazendas controladas pelo seu aplicativo. Recentemente, foi destaque na revista The Economist, como proprietária de uma das cinco tecnologias que revolucionará a África – onde mais de um terço da economia é baseada na pecuária. A BovControl representa o conceito de “campo inteligente” e disponibiliza sua solução para fazendas de todos os portes, atendendo desde grupos de 15 a 20 animais até um rebanho com 5 mil ou confinamentos de 100 mil cabeças. A startup tem a expectativa de atingir 5 mil fazendas/clientes até o final do primeiro trimestre de 2015.

“Muitos fazendeiros estão usando nossa solução e, consequentemente, gerando inúmeros dados e tudo em tempo real”, declarou Danilo Leão, fundador da BovControl. “Precisávamos proporcionar uma boa experiência ao nosso usuário final, caso contrário nossa empresa não cresceria. Conseguimos fazer isso com a SoftLayer porque todas as informações estão baseadas na nuvem IBM e são oferecidas aos fazendeiros por meio de dispositivos móveis.”

O terceiro caso é da Nativoo, startup brasileira que desenvolveu uma solução de inteligência artificial que roda em Softlayer e é capaz de analisar todos os dados disponíveis na internet e, assim, fazer uma triagem e organizar itinerários de viagens em massa, sugerindo as melhores rotas na tentativa de customizar os destinos de acordo com as necessidades dos viajantes.

“Escolhemos a SoftLayer porque precisávamos de uma tecnologia que fornecesse suporte à grande demanda de processamento que temos todos os dias. Depois de migrarmos nosso componente principal para a Cloud IBM, notamos uma velocidade expressiva no nosso aplicativo”, afirma Cristóvão Loureiro, fundador da Nativoo.

“A IBM tem investido fortemente na computação em nuvem para oferecer uma infraestrutura que seja adequada ao negócio de cada cliente, independentemente do seu tamanho. Essas startups são exemplos de como a cloud IBM contribuiu para os resultados do negócio, proporcionando redução de custos, escalabilidade e eficiência para cada aplicação, levando-as a alcançar a representatividade que conseguiram em seus segmentos”, afirma Cláudio Bessa, executivo de Desenvolvimento de Ecossistemas da IBM para a América Latina.

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *