NOTÍCIAS

Estudo aponta robôs e inteligência artificial como futuro da força de trabalho

Estudo aponta robôs e inteligência artificial como futuro da força de trabalho

by 9 de dezembro de 2015 0 comments

Computadores dotados de inteligência e capazes de aprender novas tarefas e robôs mais rápidos e eficientes. Elementos de um futuro que, na verdade, já são realidade e trazem um simples questionamento: o mercado está pronto para essas inovações? Para tentar responder a esta e a outras questões, o estudo “Preparação para a digitalização da força de trabalho” (Preparing for the Digitization of the WorkForce), realizado pela Everis em parceria com a revista inglesa The Economist, explora como estas tendências estão mudando a natureza do trabalho no século 21 e como as organizações estão se preparando para esta revolução. O relatório ouviu 228 executivos de empresas nos Estados Unidos, Europa, América Latina e Ásia-Pacífico.

“As maiores tendências apresentadas no estudo são a eficiência dos robôs e a inteligência artificial. Há uma enorme demanda no mercado envolvendo estas inovações. Elas estão provando que cada vez mais é possível executar de maneira eficiente tarefas antes impossíveis de se realizar”, destaca Rodrigo Catalan especialista em Tecnologia da Informação e lidera a operação de Business Process Outsourcing da Everis no Brasil.

Novas oportunidades profissionais. Diante deste cenário, um dos pontos levantados é que a digitalização da força de trabalho acontece durante um momento de alta demanda por talentos. O desafio mais comum entre os entrevistados é a limitada oferta de mão de obra qualificada, problema que as tecnologias analisadas oferecem uma série de soluções, já que 80% dos entrevistados para este relatório acreditam que a capacidade de uma organização para utilizar fontes digitais de trabalho será um fator-chave para o seu sucesso no futuro.

A busca por necessidades mais estratégicas. O estudo aponta que mais da metade das empresas criaram uma estratégia para abordar a força de trabalho de digitalização, mas menos de um quarto delas chegaram a adotá-las. O impacto da digitalização de trabalho está na agenda corporativa, mas enquanto um total de 58% dos entrevistados planejaram uma estratégia que abrange a digitalização do trabalho, apenas 23% a implementaram de fato. Algumas barreiras comuns incluem a ausência de…[MAIS]

Pages: 1 2

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *