NOTÍCIAS

E-mails vazados de ex-secretário de Estado podem mudar setor de CRM e Big Data

E-mails vazados de ex-secretário de Estado podem mudar setor de CRM e Big Data

by 20 de outubro de 2016 0 comments

Os e-mails obtidos por hackers e vazados na internet, pertencentes ao ex-secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, podem mudar os rumos do mercado de tecnologia. Entre as mensagens tornadas públicas está uma lista de fusões e aquisições indicadas por ele. Há citações da Tableau – de big data, data visualization e analytics -, e da Salesforce, que faz softwares na nuvem para CRM, marketing e atendimento ao cliente. Uma fusão entre as duas é indicada pelo militar da reserva, que é também membro do board dessa última companhia.

A venda ou fusão da Tableau é algo que o mercado especula há alguns meses. No começo de 2016 começaram a surgir notícias de que a empresa procurava comprador. A companhia tem tentado se colocar no novo mercado de TI que envolve big data e analytics, distanciando-se do business intelligence tradicional ligado aos sistemas de décadas passadas. E estava obtendo relativo sucesso com isso até o final de 2015.

Os e-mails de Powell, foram divulgados em lote, no meio de setembro e um que indicava a compra da Tableau pela Salesforce foi descoberto somente agora. Sendo uma figura pública ainda importante e perto de eleições majoritárias nos EUA, os investigadores e analistas estavam preocupados mais com informações que pudessem abalar a política americana.

As ações da Tableau, que tiveram queda bruta, em fevereiro, com a divulgação de balanço fora das expectativas, e oscilaram nos meses seguintes até agora. Subiram ligeiramente nesta quarta-feira, 19 de outubro, quando o Wall Street Journal publicou o e-mail das vendas. A Reuters, publicou no mesmo dia que a Salesforce realmente trabalhou em fevereiro com o banco de investimento Qatalyst Partners para avaliar a compra.emailcolinpowell_tableau

Twitter e outras também
Questionadas sobre o assunto, as empresas responderam oficialmente com um discurso padrão. A Tableau disse que é natural que uma empresa com capital aberto seja alvo de compras. Já a Salesforce apontou que procurar aquisições é parte do negócio. Ambas reforçaram que não há nada concreto sobre fusão e aquisição envolvendo-as.

Outra descoberta nos e-mails do ex-secretário de Estado é que a Salesforce já tinha avaliado negativamente uma compra do Twitter. O negócio foi visto como complicado devido ao alto número de “trolls” (pessoas ou perfis falsos que tumultuam a internet com opiniões radicais e sem embasamento, brincadiras de péssimo gosto, intolerância e ódio).

Há mais empresas citadas, o que pode adiantar ou extinguir negócios encaminhados, dependendo de como as ações se comportem e os preços das possíveis compradas subam ou desçam desproporcionalmente.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *