NOTÍCIAS

CIOs lideram a transição para a nuvem nos EUA

CIOs lideram a transição para a nuvem nos EUA

by 10 de agosto de 2016 0 comments

Os CIOs são os executivos que mais apoiam e impulsionam a migração dos recursos de TI para a nuvem, aponta um estudo Unisys Corporation com mais de 200 executivos de TI e negócios nos EUA. A pesquisa revelou que os gestores de tecnologia estão preocupados com a redução de custos e o acesso mais rápido à capacidade computacional. Isso tem motivado a migração para o ambiente de cloud. Por outro lado, a proteção da nuvem é a maior preocupação dos entrevistados:

Entre os fatores citados pelos entrevistados como as principais motivações da migração para a nuvem estão:

Reduzir os custos/transformar as despesas de capital em despesas operacionais (63%)
Disponibilizar a capacidade computacional sob demanda (62%)
Liberar a equipe de TI para realizar tarefas que agreguem mais valor ao negócio (51%)
Fazer com que a TI seja vista como uma fonte de vantagem competitiva e não como um centro de custos (33%)

Vantagens competitivas
“Este estudo mostra que muitos CIOs são perspicazes e têm uma visão clara das vantagens competitivas, operacionais e econômicas da computação em nuvem, tomando medidas categóricas para obter esses benefícios para suas organizações”, afirma Steve Nunn, Vice-presidente de Cloud e Serviços de Infraestrutura da Unisys.

A Gatepoint Research realizou a pesquisa nos Estados Unidos encomendada pela Unisys em fevereiro e março de 2016. Os resultados têm como base as respostas de 203 executivos de TI e negócios. “Ao mesmo tempo, os tomadores de decisão conhecem perfeitamente a necessidade de proteger tanto os recursos de TI existentes como as novas capacidades em nuvem para proteger os ativos corporativos essenciais”, diz Nunn.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *