NOTÍCIAS

Censo australiano mostra-se “um desastre em TI” e é interrompido por ataque DDoS

Censo australiano mostra-se “um desastre em TI” e é interrompido por ataque DDoS

by 10 de agosto de 2016 0 comments

A pesquisa nacional de dados sobre a população e domicílios da Austrália (Censo) tem se mostrado um problema enorme e cheio de falhas. O Australian Bureau of Statistics enfrentou dificuldades desde o começo dos trabalhos e, nessa semana, um ataque de negação de serviço (denial of service – DDoS) interrompeu os trabalhos. Nesta quarta-feira, 10 de agosto, o secretário assistente do Tesouro, Andrew Leigh, classificou o planejamento e a pesquisa como “ o pior Censo da história” e “um dos piores desastres de TI que a Austrália já viu”.

O Censo australiano já vinha atolado em um debate sobre privacidade dos cidadãos durante todo o ano. O governo introduziu um formulário on line para o preenchimento dos dados e isso não foi bem aceito devido às falhas de segurança e espionagem que foram deixadas. Nas últimas semanas, a pesquisa ganhou notoriedade mundial devido ao protesto de cidadãos australianos, que declararam-se da religião Jedi (do filme Guerra nas Estrelas).

O planejamento todo se mostrou muito confuso e a falta de diálogo com a população parece só ter aumentado os efeitos negativos que iam aparecendo pelo meio do caminho. Os problemas e protestos chegaram a um nível isuportável no início dessa semana quando vários ataques de negação de serviço foram realizados nos servidores do Bureau.

O coordenador do órgão, David Kalisch, disse que foram identificados dois ataques DDoS entre terça e quarta-feira. Ambos foram controlados com sucesso. Mas um terceiro ataque, mais massivo, obrigou o Bureau a tirar o serviço do ar, fechando o sistema que recebia formulários, e garantindo a integridade dos dados já coletados.

Funcionários que participaram do planejamento estão colocando a culpa da confusão toda em disputas políticas e na recente eleição que – segundo eles – teria atrapalhado a tomada de decisões acertadas. O o secretário assistente do Tesouro, Andrew Leigh, culpa diretamente o primeiro ministro Malcolm Bligh Turnbull, que vive uma crise política desde que seu nome apareceu no escândalo de sonegação offshore mundial, Panamá Papers.

Leigh diz que o ministro impôs uma cultura de pressa no governo e isso tem atrapalhado vários serviços que não deveriam ter cunho político.

Ataque de protesto
Os suspeitos de terem feito o ataque DDoS que interrompeu o Censo são grupos hackers que protestam contra o governo. A parada do sistema deve atrasar os trabalhos e deixar milhares de formulários sem serem entregues. o líder de oposição, Bill Shorten, pediu abertura de investigação para descobrir como o ataque ocorreu e os danos que podem ter sido causados no Censo. “Durante 100 anos construímos uma confiança no Censo, e isso foi destruído em uma noite”, disse.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *