NOT√ćCIAS

Canais digitais lideram em transa√ß√Ķes financeiras no Pa√≠s, atesta Febraban

Canais digitais lideram em transa√ß√Ķes financeiras no Pa√≠s, atesta Febraban

by 14 de abril de 2015 0 comments

A Federa√ß√£o Brasileira de Bancos (Febraban) divulga os resultados do estudo anual Pesquisa Febraban de Tecnologia Banc√°ria, realizada em 2014 em parceria com a Strategy&, comprova a ades√£o cada vez mais galopante aos recursos de mobilidade, tamb√©m quando o assunto √© o setor banc√°rio. Segundo o levantamento, mais da metade (52%) das transa√ß√Ķes banc√°rias feitas no Brasil em 2014 foram realizadas via internet e mobile banking.

De acordo com a Federa√ß√£o, o estudo, que consultou 20 das institui√ß√Ķes financeiras mais representativas que operam no Brasil, teve o cuidado de aferir a evolu√ß√£o da ind√ļstria banc√°ria nacional, as principais tend√™ncias do setor e os investimentos feitos em tecnologia. Um dos resultados de destaque √© que, atualmente, 47% das contas ativas no Pa√≠s (51 milh√Ķes) realizam transa√ß√Ķes utilizando internet banking e 24% (25 milh√Ķes), smartphones, os grandes protagonistas da era digital banc√°ria.

Em mobile banking, por exemplo, houve crescimento significativo no volume de movimenta√ß√Ķes financeiras em 2014 quando comparado ao ano anterior. Transfer√™ncias, DOCs, TEDs e pagamentos de contas apresentaram incremento de 180%, totalizando 260 milh√Ķes de transa√ß√Ķes. Outro destaque foi a contrata√ß√£o de cr√©dito, que registrou aumento de 190% e chegou a 10 milh√Ķes de transa√ß√Ķes.

J√° via internet banking, a pesquisa apontou um crescimento de 8% do n√ļmero de transfer√™ncias, DOCs e TEDs e de 11% no pagamento de contas. Juntos, esses servi√ßos somam mais de 1,5 bilh√£o de transa√ß√Ķes. A contrata√ß√£o de cr√©dito por esse meio tamb√©m teve alta de 20% (representando um montante de 40 milh√Ķes).

Mesmo com as altas porcentagens de incremento, ainda h√° muito potencial a ser explorado, j√° que internet e mobile somam 20% do volume de opera√ß√Ķes com movimenta√ß√Ķes financeiras. Para Gustavo Fosse, diretor Setorial de Tecnologia Banc√°ria da Febraban, a consolida√ß√£o do uso dos canais digitais √© resultado de um investimento muito grande da ind√ļstria para garantir um ambiente seguro e oferecer interfaces cada vez mais amig√°veis, melhorando assim a experi√™ncia dos clientes.

“Al√©m disso, reflete o momento atual vivido pelo Brasil, no qual a melhoria do acesso √† internet e a alta penetra√ß√£o dos smartphones, que deve chegar a 41% em sete anos, tamb√©m possibilitam que os usu√°rios tenham uma infraestrutura adequada para utilizar esses meios”, explica o executivo.

E as agências?
H√° quem j√° comece a questionar o futuro das ag√™ncias banc√°rias, diante de tanta facilidade proporcionada pela tecnologia, contudo Fosse as defende diante de uma participa√ß√£o diferenciada no atual desenho. ¬ďDe fato, elas ganham um novo papel no atual cen√°rio e passam a ser mais consultivas. Muitos clientes procuram seus gerentes para saber mais sobre novas oportunidades de investimento e servi√ßos que podem ser contratados, com base em seus perfis¬Ē, destaca.

Essa tend√™ncia √© refor√ßada pelo crescente n√ļmero de ag√™ncias banc√°rias em todo o Pa√≠s, segundo a Febraban, especialmente nas regi√Ķes Norte e Nordeste, que mantiveram aumento acima dos 5%, o dobro da m√©dia nacional.

As regi√Ķes Sudeste, Sul e Centro-Oeste apresentam n√≠veis semelhantes de penetra√ß√£o por ag√™ncia, cerca de 25 a 30 ag√™ncias para cada 100 mil pessoas da Popula√ß√£o Economicamente Ativa (PEA).

Luz no fim do t√ļnel
Mesmo em um momento de desacelera√ß√£o da economia, os bancos brasileiros continuaram a investir elevadas somas de recursos em tecnologia para atender um cliente cada vez mais exigente e interativo, segundo a Febraban, √°vido por novas tecnologias e dispositivos de seguran√ßa para realizar suas transa√ß√Ķes financeiras.

O estudo revelou que, em 2014, as despesas e investimentos em tecnologia pelos bancos foram de R$ 21,5 bilh√Ķes. Portanto, eles continuam crescendo acima da taxa de infla√ß√£o (11% ao ano). Os gastos com TI das institui√ß√Ķes financeiras representam 18% da totalidade das ind√ļstrias do Pa√≠s no ano passado e est√£o em paridade com pa√≠ses como Estados Unidos e Fran√ßa.

Software em alta
O desenvolvimento de softwares apresenta, em 2014 na comparação com 2013, o maior incremento em volume de investimento (16%), seguidos por hardware (6%), telecom (2%) e outros (1%). Esse movimento reforça a preocupação dos bancos com a prestação de serviço e com a experiência do cliente para oferecer mais eficiência e comodidade em seus canais de atendimento.

“O desafio do setor √© planejar esse investimento de forma adequada, balanceando efici√™ncia e experi√™ncia do consumidor por meio de uma plataforma integrada de canais e de ofertas aos clientes”, complementa o executivo.

Segundo o diretor de Tecnologia Bancária da Febraban, este ano, o estudo mostra alguns aspectos importantes como a experiência do usuário, a evolução dos canais, Big Data e segurança, temas que também serão destaque na 25ª edição do Ciab Febraban.

A pesquisa foi complementada com dados de outras associa√ß√Ķes e √≥rg√£os governamentais, inclusive internacionais, para incorporar quest√Ķes importantes de forma a ampliar e aprofundar a an√°lise dos dados. Confira o relat√≥rio completo no LINK https://www.febraban.org.br/

 

Acessse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Coment√°rio

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Coment√°rio Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um coment√°rio.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *