NOTÍCIAS

Busca por TI mais estratégica continua, atesta pesquisa

Busca por TI mais estratégica continua, atesta pesquisa

by 3 de fevereiro de 2015 0 comments

 

…traduzir as necessidades do negócio para TI. Apenas 34% dos CIOs citaram “habilidades técnicas” como prioridade ao recrutar profissionais de TI. Além disso, dois terços restantes buscam habilidades de negócios como comunicação, gerenciamento de serviços e análise de negócios, que são prioridade para 28%, 15% e 12% dos CIOs, respectivamente.

Dois terços (65%) estão preparados para pagar pelas habilidades necessárias para extrair o máximo das soluções de software SDx – 25% esperam pagar entre 5% e 10% a mais, e 22% esperam pagar entre 10% e 20% a mais.

CIOs e gestores de TI (83%) ao redor do mundo planejam usar soluções definidas por software (SDx) em suas estratégias de TIC. Quase dois terços (61%) esperam que as soluções definidas por software causem impacto em seus serviços de TI e nas estratégias de entrega nos próximos três anos; um terço (34%) espera que isso aconteça nos próximos dois anos, e 10% esperam adotar SDx nos próximos 12 meses.

Na visão da Logicalis, esses resultados estão completamente alinhados às prioridades dos CIOs, que buscam reinventar os departamentos de TI como fornecedor interno de serviços.

Para Mark Rogers (foto), presidente e COO da Logicalis, inovações como Software Defined Networks (SDN) e Software Defined Data Centers (SDDC) têm o potencial de transformar redes e data centers em plataformas dinâmicas de serviço. Ele acredita que esses recursos trarão mais facilidade à nova geração dos departamentos de TI para que atendam mais rapidamente às demandas do negócio e à redução de custos no gerenciamento de ambientes operacionais cada vez mais complexos.

“Essa transformação no coração das plataformas de TI está posicionando as tecnologias definidas por software como algo que os CIOs têm na pauta das transformações, e o estudo pode surpreender quanto à velocidade com que muitos CIOs veem SDx se tornando uma prioridade de investimentos”, avalia Rogers.

O executivo acredita que todos os CIOs entrevistados reconhecem, de alguma forma, a transferência do foco do gerenciamento de tecnologia para entrega de serviços de negócio, o que está começando a refletir nas habilidades ‘premium’ que muitos esperam e estão dispostos a pagar por funcionários mais alinhados aos negócios.

“O CIO que opera como um fornecedor interno de serviços irá, agora, buscar investir nas habilidades de negócios dos funcionários existentes, além de tomar algumas decisões difíceis para substituir habilidades técnicas ultrapassadas, e os profissionais a elas atrelados, por profissionais que possam trazer as habilidades necessárias para operar em um mundo em que, cada vez mais, é o negócio que direciona escolhas tecnológicas”, finaliza.

Pages: 1 2

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *