NOTÍCIAS

Autoridades antitruste investigam compra do Uber na China

Autoridades antitruste investigam compra do Uber na China

by 2 de setembro de 2016 0 comments

Todos foram pegos de surpresa quando foi anunciado o acordo para que a empresa de serviços de transportes chinesa Didi Chuxing Technology adquirisse a operação local do Uber. O mais destacado app do mundo que vem destroçando os serviços de táxi é uma poderosa e bem monetizada empresa, enquanto isso, sua concorrente da China era uma força local. Mas nada indicava uma aquisição vinda do oriente. O acordo, diante das suspeitas que levantou, está sendo agora investigado por autoridades antitruste do país oriental.

O Wall Street Journal, que destaca a investigação com acesso à fontes internas do processo, relata que já houve duas reuniões entre as autoridades e a Didi. O trabalho de colher informações e a decisão final, no entanto, não tem prazo para ser concluída.

A compra da operação do Uber na China pela Didi foi anunciada no início de agosto e pegou todo o mercado de surpresa. O acordo, apesar de ter aparecido como uma aquisição, envolve uma parceria. O Uber fica um participante da empresa, com 5,89% da companhia resultante da concentração, com equidade preferencial na compradora, o que daria algo em trono de 17% da Didi Chuxing Technology.

O negócio ainda respinga na potência chinesa em mecanismo de busca da internet, a Baidu. A companhia era investidora na operação do Uber no país oriental e, com o acordo, ficará com 2,3 da empresa resultante. Os executivos do Uber também ganharam assento na direção da nova empresa que surge do acordo.

Mercado impenetrável
A aquisição, ou união ou parceria (seja lá o nome que isso ganhar no final das investigações) mostra as complexidades de fazer negócio na China. O Uber não conseguiu usar sua tática predileta de entrar sem muito alarde, ganhar consumidores e pressionar políticos. As empresas chinesas possuem grande apoio do governo central chinês e o próprio consumidor local dá preferência a produtos e serviços identificados com sua cultura.

Não falta poder político e financeiro par ao Uber. Mas crescer na China estava se tornando um desafio complicado demais, o que resultou no acordo com a Didi, sua maior concorrente local.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *