NOTÍCIAS

Vídeo mostra que o futuro não é um lugar tranquilo

Vídeo mostra que o futuro não é um lugar tranquilo

by 30 de maio de 2016 0 comments

O que o futuro nos reserva é uma incógnita. Sabemos que a tecnologia avançará, a economia será diferente e as relações sociais devem sofrer transformações. Mas esses indícios estão longe de dar uma visão exata de como será. Para o consultor de design Keiichi Matsuda, os anos que virão não serão agradáveis.

Em um vídeo colocado na plataforma Vimeo ele mostra um futuro cheio de situações incontroláveis. “É uma visão provocativa e caleidoscópica do futuro, onde as realidades físicas e virtuais se fundiram, e a cidade está saturada de meios de comunicação”, diz a apresentação na página do site. Matsuda é também produtor cinematográfico, com trabalhos exibidos em várias capitais mundiais.

Seu trabalho é dedicado a mostrar as transformações na sociedade causada pela tecnologia e como a percepção humana muda com isso. Ao explicar o vídeo, o designer argumenta que tecnologias emergentes, como a realidade virtual e a realidade aumentada, ao lado de wearables e a internet das coisas irão se fundir em um único formato de comunicação e trabalho que irá tornar-se parte de nossas vidas diárias.

HYPER-REALITY from Keiichi Matsuda on Vimeo.

A vida será vivida em camadas, e a maior parte das pessoas não conseguirá lidar com isso, passando a existir apenas no que for mais fácil e superficial. Terrível, não é?

Seu vídeo faz parte do projeto Hyper-Reality: A New Vision of the Future, que está angariando investimentos no Kickstarter. A ideia é fazer uma série com várias visões sobre o futuro que nos aguarda. Todos terão essa linha provocativa para fazer uma reflexão sobre o que queremos nos próximos anos e quanto seremos submissos com os avanços tecnológicos.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *