NOTÍCIAS

Twitter tem prazo para eliminar posts de abuso e ódio

Twitter tem prazo para eliminar posts de abuso e ódio

by 20 de outubro de 2017 0 comments

A rede social Twitter tem vários problemas de rentabilidade para equalizar. Embora esteja fora de uma crise, a empresa vive numa gangorra financeira e com crescimento abaixo do que gostaria. Mas há um problema maior por lá que a cúpula de executivos quer resolver primeiro. O site tem ficado infestado de perfis falsos, discursos de ódio e abuso de nudez não consensual. Para eliminar tudo isso, o Twitter divulgou um cronograma de ações e novos processos internos.

O longo calendário começa em 27 de outubro e vai até o início de 2018. E o primeiro alvo será a nudez. A definição de “nudez não consensual” será expandida e incluirá “capturas de imagem” e imagens de câmera escondidas. Essa prática tem se alastrado com a miniaturização de câmeras digitais. Homens chegam a colocar esses dispositivos em mochilas e sapatos para gravar por baixo de saias de mulheres. Não faltam exemplos disso no site.

Também suspenderá imediatamente as contas que publicam este material. E a empresa promete “errar em favor da proteção das vítimas e remoção desse tipo de conteúdo” quando tomar conhecimento disso. Algo para acompanhar de perto. As redes sociais têm favorecido os agressores. As políticas internas para eliminação de conteúdo em sites desse tipo foram criadas para um ambiente de “boa-vizinhança” e a internet não vive tempos de tolerância e benevolência.

Caso exemplo disso ocorreu semana passada com a suspensão da conta da atriz Rose McGowan (da série Charmed e do projeto Grindhouse, de Quentin Tarantino). Ela publicou uma série de posts sobre o a polêmica de abuso sexual praticada por um dos pricnipais diretores de filmes, Harvey Weinstein. O Twitter revelou mais tarde que a suspensão se deu de forma automática porque McGowan havia violado uma regra antiga que proíbe a publicação de informações pessoais de contato. Em um dos posts havia o telefone do produtor.

Atrasado
A empresa diz que planeja responder aos relatórios de forma mais rápida, fornecer mais raciocínio por trás da sua aplicação de regras e fornecer informações mais detalhadas sobre suspensões de contas no processo de apelação.

Posts de ódio serão vistos com mais restrição. “O Twitter está criticando a retórica odiosa e violenta e tentando ser mais transparente e receptivo”, aponta a publicação das regras. “Isso não será uma solução rápida ou fácil, mas estamos empenhados em corrigir. Muitas vezes, no passado, dissemos que faríamos melhor e traríamos transparência. Mas nos atrasamos em nossos esforços”.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *