NOTÍCIAS

Transformação digital nas telecomunicações da América Latina está patinando

Transformação digital nas telecomunicações da América Latina está patinando

by 24 de fevereiro de 2016 0 comments

As operadoras da região do Caribe e América Latina (CALA) acreditam que não estão se transformando rápido o suficiente para atenderem às demandas da era digital de hoje. Segundo uma pesquisa, patrocinada pela Amdocs, 68 por cento dos executivos sênior (C-level) e outros tomadores de decisão preveem que suas empresas levarão mais de cinco anos para se transformarem. Isso não é rápido o suficiente, de acordo com 58 por cento dos entrevistados, que acreditam que o setor de será deixado para trás.

A agilidade dos negócios e a entrega de uma experiência do cliente em todos os canais são prioridades imediatas: De acordo com os tomadores de decisão em CALA, a agilidade dos negócios e a capacidade de entregar uma experiência do cliente perfeita em todos os canais são a segunda e a terceira capacidades mais críticas para a sobrevivência das operadoras na era digital, depois da capacidade de atrair os melhores talentos com novas competências digitais (que ficou em primeiro lugar). A agilidade dos negócios também é uma das mais altas prioridades das operadoras para os seus negócios de transformação digital nos próximos 12 meses, ficando em primeiro lugar (89 por cento dos inquiridos), seguida pela redução da rotatividade de assinantes (79 por cento) e pela melhoria da experiência do cliente (63 por cento).

“A maioria das operadoras estão hoje trabalhando ativamente para implantar tecnologias digitais para melhorarem seus negócios, mas isso está acontecendo sem uma visão geral e estratégia unificadoras”, disse Andy Hicks, Diretor de Pesquisas de Telecomunicações e Redes da IDC, instituto que conduziu a pesquisa. “Eles podem conseguir acompanhar as outras operadoras, mas não acho que possam acompanhar o mundo digital mais amplo, a menos que resolvam as lacunas que possuem na estratégia digital, nas capacidades e na liderança”. O especialista adverte que…[LEIA MAIS]

Pages: 1 2

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *