NOTÍCIAS

Pesquisadores querem robôs e drones consertando buracos de rua

Pesquisadores querem robôs e drones consertando buracos de rua

by 19 de outubro de 2015 0 comments

Qualquer cidade tem problemas de buraqueira nas ruas. Mesmo com serviços de tapa-buraco, as prefeituras não conseguem lidar com o número de buracos que surgem, que vão de pequenas rupturas no asfalto a verdadeiras crateras que engolem carros. O crescimento da frota de veículos pesados, falta de estrutura apropriada que suporte o tráfego, má conservação, rompimento de tubulações e chuvas ampliam as estatísticas e fazem crer que a situação é irreversível. Mas um grupo de pesquisadores da Universidade de Leeds afirma que pode acabar com isso usando robôs e drones.

O projeto é orçado em 4,2 milhões de libras inglesas (cerca de R$ 23 milhões) e járecebeu o aval do governo inglês. O objetivo é criar uma nova categoria de serviços públicos em smart cities, chamados de “auto-reparação”. Com robôs e drones, a intervenção seria mínima e o impacto no trânsito e rotina da cidade quase inexistente.

A Universidade de Leeds quer construir pequenos robôs-operários que podem tampar buracos, trocar lâmpadas e monitorar encanamentos de distribuição de água, gás e coleta de esgotos. As máquinas serão construídas com sensores que podem identificar pequenos danos ou anomalias que se transformam em problema para a infraestrutura da cidade.

O coordenador do proejto, Phil Purnell, professor da Escola de Engenharia da Universidade de Leeds, diz que o teste será feito na própria cidade da instituição. “Queremos transformar Leeds na primeira cidade do mundo com zero problemas desse tipo”.

O piloto servirá para verificar os impactos sociais, econômicos, ambientais e políticos dessa solução inovadora. A Universidade recebeu apoio do governo inglês, que prometeu…[MAIS]

Pages: 1 2

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *