NOTÍCIAS

Para senadores americanos, 4Mbps não é banda larga

Para senadores americanos, 4Mbps não é banda larga

by 12 de maio de 2016 0 comments

Viver em um centro urbano, em quase todo o lugar do mundo é garantia de infraestrutura de todo o tipo. Em relação à internet, geralmente é certeza que haverá boa conexão e, não raro, cabos de fibra óptica garantindo a melhor experiência digital. Já em áreas rurais, isso pode variar muito. Enquanto no Brasil há localidades sem qualquer conexão, nos Estados Unidos alguns senadores querem que haja, no mínimo, 10 Mbps.

A legislação americana atual garante 4Mbps, mas os senadores Angus King (do Maine) e Shelley Moore Capito (West Virginia) dizem que isso não é suficiente e o governo deve garantir 10Mbps, e isso com subsídios. Ambos querem que haja uma regulamentação melhor sobre o tema, já que o conceito de banda larga varia entre os órgãos e agências reguladoras americanas. Muitas dessas definições ficaram atrasadas com a oferta do mercado e permitem que empresas privilegiem centros urbanos. Com isso acabam esquecendo que a economia de um país depende de conversas e negócios que podem ser feitos em uma boa conexão e rápida.

Os senadores citam o exemplo do Departamento de Agricultura que tem não apenas um, mas dois programas para subsidiar investimentos em conexões melhores. Contudo, consideram diferentes velocidades para uma “banda larga“. O Programa de Empréstimo para Banda Larga coloca como 1Mbps e 10Mbps para upload e download. Já o Comunidade Connectada considera 1Mbps e 4Mbps. Com isso, haveria perda de esforços e dinheiro para investir em cidades foco. Em 2015, o Ministério das Comunicações (FCC) americano definiu banda larga como 25Mbps de download e 3Mbps para upload.

Desenvolvimento econômico
“Não é apenas uma questão de justiça às comunidades rurais americanas para que utilizem plenamente os recursos habilitados para banda larga, mas também uma questão de assegurar que os contribuintes estão recebendo o retorno dos seus investimentos no desenvolvimento econômico pleno”, disseram em carta conjunta.

No Brasil, a conexão varia de uma mínima de 2,9 Mbps a picos de 20,5 Mbps, mas em média fica nos 4Mbps, de acordo com o State of Internet, da Akamai.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *