NOTÍCIAS

Mente humana irá controlar dispositivos em 2025, revela pesquisa da IEEE

Mente humana irá controlar dispositivos em 2025, revela pesquisa da IEEE

by 27 de abril de 2015 0 comments

A pesquisa global desenvolvida pela IEEE, organização profissional mundial dedicada ao avanço da inovação tecnológica para o benefício da humanidade, atesta que a mente humana será a tecnologia de escolha para controle de dispositivos na vida cotidiana em 2025.

Os resultados da pesquisa, que trabalhou com uma amostra de mais de 3 mil entusiastas de tecnologia, denotam uma diminuição da importância dos telefones celulares e dispositivos móveis como o principal meio de controle de tecnologia, e destaca veículos autônomos como o meio de transporte preferido no futuro. A pesquisa foi realizada entre os congressistas do evento Mobile World Congress, realizado em Barcelona, e membros de comunidades sociais do IEEE entre 2 de Março e 6 de marco de 2015.

“À medida que a tecnologia evolui, ela se torna cada vez mais integrada às nossas vidas e sua presença física diminui”, afirma o membro do IEEE Diogo Mónica, líder de segurança da Docker. “A tecnologia de consumo está avançando para além das restrições impostas pelos dispositivos móveis e chegando a aparelhos de se vestir. O próximo passo nessa evolução será a capacidade de controlar a tecnologia sem uso das mãos usando somente o poder do cérebro. Visto que um número crescente de dispositivos conectados produz fluxos contínuos de dados, medidas de segurança terão de ser adotadas de modo a dar conta de proteger informações pessoais e corporativas enquanto elas viajam por meio da rede Internet das Coisas (IoT)”, conclui.

Abre-te Sésamo
Enquanto a demanda dos consumidores por dispositivos controlados pela mente segue aumentando, muitas das funcionalidades da casa do futuro serão programadas para ler comandos dos usuários a partir de suas ondas cerebrais, de acordo com o estudo.

Os entrevistados pela pesquisa responderam de maneira consistente que aplicações por controle mental são o meio preferido para execução de tarefas em casa, como a abertura de uma porta, uso de eletrodomésticos, desligar luzes e jogar videogames.

Principais conclusões do estudo

  • 35% dos entrevistados que votaram sobre a forma como eles gostariam de abrir sua porta de casa em dez anos escolheram o controle da mente como a sua preferência, mais do que biometria, scanner de retina, celular, sensores de movimento ou manualmente.
  • Três de cada dez entrevistados (35%), que responderam a sua preferência para controlar seus utensílios de cozinha daqui dez anos, escolheram o controle da mente e 24% escolheram dispositivos móveis e de telefonia celular. A tecnologia não domina totalmente a cozinha, pois mais de 1/4 dos entrevistados (26%) ainda gostaria de cozinhar manualmente (27% dos homens contra 22% de mulheres).
  • Mais de 1/3 dos participantes da pesquisa que selecionou uma preferência gostaria de controlar as luzes da sua casa por meio de controle mental em 2025, seguido de perto pelo telefone celular /dispositivo móvel (30%) e sensor de movimento (27%). Apenas 8% dos entrevistados que escolheram como eles gostariam de controlar as luzes de casa em dez anos responderam que gostariam de fazê-lo manualmente.

Homens e mulheres têm a mesma opinião
Os resultados da pesquisa indicam que, quando se trata de tecnologia, homens e mulheres podem concordar bastante em como eles gostariam de usar dispositivos em suas vidas cotidianas. Ambos os sexos relataram globalmente respostas semelhantes, quase idênticas sobre a forma como preferem abrir sua porta e acender as luzes quando eles chegam em casa em 2025. As crescentes confiança e dependência de tecnologia são universais, abrindo caminho para uma integração harmoniosa de tecnologias conectadas a dispositivos da vida cotidiana.

Carros autônomos
O uso da tecnologia fora de casa também irá mudar significativamente com o aumento de veículos que não necessitam de condutor. Enquanto os homens e mulheres responderam de forma semelhante à maioria das perguntas da pesquisa, eles foram extremamente diferentes na seleção do seu método preferido de condução em dez anos. Cerca de 60% por cento das mulheres gostariam de controlar manualmente os seus carros, enquanto apenas 27% responderam dessa forma. No entanto, a maioria dos homens (56%) gostaria que sua experiência de condução fosse autônoma, enquanto apenas 12% das mulheres tiveram a mesma preferência.

“O desenvolvimento de veículos autônomos progrediu significativamente, com melhorias tecnológicas e uma melhor compreensão do ambiente inteligente”, disse Alberto Broggi membro do IEEE, professor de engenharia da computação da Universidade de Parma, na Itália e fundador do VisLab. “A confiança na tecnologia será um forte condutor para adoção, e esses resultados da pesquisa mostram que estamos fazendo progressos na construção da confiança do consumidor para o futuro” conclui.

A morte do telefone celular
A expansão da Internet das Coisas (IoT) e dispositivos conectados prevê uma mudança: telefones celulares e dispositivos móveis deixarão de ser a tecnologia de primeira escolha. Menos de um terço dos entrevistados indicaram planos de usar seus celulares para controlar suas portas de casa, utensílios de cozinha e luzes em 2025.

“Estamos começando a ver o surgimento de dispositivos portáteis com funcionalidades de telefone celular, como smart watches (relógios inteligentes), que chegam para atender às demandas de integração completa entre tecnologia “, disse William Webb, membro da IEEE e CEO da Weightless SIG.

“À medida que as pessoas ficam mais confortáveis ​​com o uso de aparelhos vestíveis para alimentar os elementos de sua rotina diária, vamos vê-los se afastar dos seus telefones celulares e outros dispositivos portáteis indo em direção a uma tecnologia que não necessita do uso das mãos, o que lhes permite serem mais eficientes e produtivos. Essa mudança provavelmente começará em aplicações industriais nos próximos cinco anos e migrará de forma constante para os consumidores no decorrer da próxima década”, afirma Webb.

Brasileiros desconfiam do controle mental
Brasileiros também estavam entre os questionados na pesquisa, em que se destacaram algumas diferenças nas respostas se comparadas com os resultados globais. A maioria dos brasileiros entrevistados acredita que o controle mental será a principal tecnologia de escolha em apenas uma das questões: no controle de utensílios de cozinha.

Mesmo assim, o uso do controle mental foi frequentemente mencionado em aspectos como a operação da porta de casa (27%), as luzes das residências (23%), e os videogames (42%), mas não liderou na maioria das perguntas, como foi o caso dos Estados Unidos.

“Essa diferença provavelmente se atribui ao fato de que no Brasil, a ideia de controle mental ainda é considerada longe de ser uma realidade, diferente dos Estados Unidos, onde possa ser visto como algo um pouco mais comum” afirma Raul Colcher, membro sênior do IEEE e CEO da Questera Consulting S.A.

Diferentemente de outras regiões, até 30% dos brasileiros acreditam que o scanner de retina deve ser a tecnologia mais utilizada para abrir a porta de casa em 2025. Quanto ao futuro dos veículos, 77% acreditam que os carros autônomos devem ser a principal opção para fazer viagens longas até o ano 2025.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *