NOTÍCIAS

Logística ainda enfrenta desafios na Internet das Coisas

Logística ainda enfrenta desafios na Internet das Coisas

by 29 de novembro de 2017 0 comments

Redes de comunicação não confiáveis podem tornar as empresas de logística incapazes de capturarem o valor total de Internet das Coisas (IoT), de acordo com o relatório ‘The Future of IoT in Enterprise – 2017’, que contou com 100 empresas globais de transporte e logística entrevistadas pela Inmarsat, empresa de comunicações móveis globais por satélite.

A pesquisa sugere que, enquanto 96% das organizações de transporte e logística acreditam que o sucesso de suas implantações de IoT se baseie em uma conectividade onipresente e confiável, muitas empresas ainda lutam para terem acesso à conectividade que necessitam. Cerca de 40% identificaram os problemas de conectividade como um dos maiores desafios que enfrentam em suas implantações de IoT, sendo consideradas mais problemáticas somente as habilidades de IoT (54%) e a integração da tecnologia de IoT (43%). Com preocupação, 28% afirmaram que os problemas de conectividade ameaçavam comprometer suas implantações de IoT antes mesmo de terem começado.

Para ser eficaz, a logística multimodal global depende da grande quantidade de dados coletados por meio da tecnologia de sensores IoT para analisar os comportamentos dos veículos de transporte e da carga. No entanto, sem uma conectividade global onipresente, esses sensores nem sempre serão capazes de funcionar, reduzindo a capacidade das empresas de orquestrarem eficientemente suas cadeias de suprimentos.

De acordo com Mike Holdsworth, diretor de Transportes da Inmarsat Enterprise: “Em um mundo cada vez mais interconectado, mais cargas estão percorrendo mais geografias e diferentes transportes para chegarem aos seus destinos”. Esta crescente complexidade traz novos riscos e incertezas, e cria para as empresas de logística uma necessidade urgente de aumentar a sua visibilidade da cadeia de suprimentos e ser eficiente – onde a IoT pode ajudar. “Se você puder monitorar a carga do seu ponto de produção até seu ponto de entrega, você pode reduzir o desperdício, compreender e adaptar os níveis de fornecimento e garantir a segurança. Com uma combinação de tecnologias de sensores IoT como etiquetas de identificação por radiofrequência, o Bluetooth Low Energy e as redes Low Power Wide Area (LoRaWAN), a movimentação de mercadorias e coisas pode tornar-se mais eficiente”.

Riscos
A localização remota das redes e rotas de transporte claramente representa um desafio para as empresas de logística. “Podemos ver na nossa pesquisa que as lacunas de conectividade estão se revelando problemáticas para uma implementação bem-sucedida de IoT”, comenta. As redes de comunicação terrestre não são capazes de fornecer ao longo de toda uma rota soluções de conectividade suficientemente confiáveis para que IoT funcione, o que significa que ativos vitais como caminhões, trens e navios poderão entrar em pontos cegos de comunicação quando estiverem expostos a um risco maior, em ambientes remotos e potencialmente perigosos. “Para que as empresas de logística tenham acesso ao valor total de IoT, elas precisam ter uma conectividade confiável e contínua que lhes permita acompanhar continuamente os seus ativos em uma escala global”, continua o executivo.

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *