NOTÍCIAS

Governo espanhol quer banir memes na Internet. Imagina se deu certo

Governo espanhol quer banir memes na Internet. Imagina se deu certo

by 11 de novembro de 2016 0 comments

O primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy, do Partido Popular (PP), está insatisfeito com a impopularidade de seu governo e culpa os memes (brincadeiras que viralizam na internet) por essa falta de apoio para as reformas. Nessa semana, o político apresentou uma proposta ao congresso para que os virais que atinjam a honra de uma pessoa sejam considerados crimes.

Para isso, o PP quer incluir os memes na Lei de Segurança dos Cidadãos, um polêmico plano criado em 2015 que é considerado uma mordaça para a liberdade de expressão e limita as manifestações políticas e ativismo digital a práticas “respeitosas”, mas sem definir o que seja isso direito.

A Espanha vive momento político e econômico delicado. Reeleito no final de outubro para novo mandato, após 10 meses de interinidade e diversas tentativas fracassadas de compor um governo estável, Rajoy já é alvo de críticas por compor uma equipe fraca para encarar os desafios do país.

Falta de apoio
O novo primeiro-ministro também começa o mandato com fragilidade de apoio, governando a Espanha com o parlamento rachado e minoria para aprovar qualquer plano de recuperação. Ele foi eleito com 170 votos a favor, os dos deputados do Partido Popular (PP), do Cidadãos e da coalizão Canária. Houve abstenção de 68 dos 85 deputados do Partido Socialista Espanhol (PSOE), e 111 votos contra.

Mas a situação política parece apenas ser um detalhe para o chefe do governo espanhol. A culpa é dos memes. Sua proposta de banir as críticas humoradas na internet que, segundo ele, são a causa de sua péssima imagem. E, é claro, já há uma inundação de memes sobre isso tomando conta da Espanha.

 

 

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *