NOTÍCIAS

Gartner afirma que impressoras 3D devem superar 490 mil unidades em 2016

by 8 de outubro de 2015 0 comments

A visão do Gartner será fornecida no maior evento mundial do Gartner para CIOs e executivos de tecnologia, de 19 a 22 de outubro (SP)

 

O Gartner, Inc. afirma que a quantidade mundial de impressoras 3D chegará a 496.475 unidades em 2016, número 103% maior do que as 244.533 peças previstas para 2015. As remessas internacionais devem mais que dobrar a cada ano entre 2016 e 2019, quando se estima que as vendas globais superem 5,6 milhões de unidades.

Essas previsões serão apresentadas em detalhes durante o Symposium/ITxpo 2015, o maior e mais importante evento mundial do Gartner para CIOs e executivos de tecnologia, que terá sua edição brasileira de 19 a 22 de outubro (segunda a quinta-feira), no Sheraton São Paulo WTC Hotel. O simpósio reunirá cerca de 2.000 profissionais da área, incluindo 450 CIOs, e 40 analistas do Gartner.

“Inovações aceleradas de qualidade e desempenho em todas as tecnologias de impressão 3D estão impulsionando as demandas de empresas e consumidores, com significativo aumento nas taxas de crescimento. Esse mercado está mudando de uma perspectiva de nicho para um ambiente de consumo amplo e global”, afirma Pete Basiliere, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner.

Sete tecnologias compõem esse mercado, com previsão de que a produção de materiais lidere as remessas com 232.336 unidades em 2015 e 5.527.493 unidades em 2019, principalmente com a venda de impressoras para iniciantes.

Os preços médios de venda variam de acordo com a tecnologia e o mercado. Os setores possuem dinâmicas diferentes, incluindo mistura de dispositivos, valores dos componentes e exigências de compradores. As impressoras por deposição de energia direcionada têm o preço mais elevado, seguidas pelas impressoras de sinterização a laser.

As remessas mundiais por faixa de preço são influenciadas pelas tecnologias de impressão 3D. Há produtos de até US$1.000, e outros com faixa de preço de US$ 1.001 a US$ 2.500. Impressoras 3D com preço inferior a US$1.000 corresponderão a 25,5% do total das duas faixas de preço em 2015, devendo atingir 40,7% do total em 2019.

O estímulo ao mercado de impressoras 3D comerciais com preço inferior a U$2.500 não é de compras caseiras, mas para aquisições de dispositivos de baixo custo por escolas e universidades, enquanto os fatores motivadores do mercado empresarial são a qualidade do produto final e os avanços em material.

“Impressoras 3D criam protótipos de novos objetos, produzem ferramentas e acessórios e imprimem bens de alta qualidade em pouco tempo. Essa capacidade multifacetada está impulsionando o crescimento em um nível global”, afirma Pete Basiliere, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner.

O Gartner Symposium/ITxpo 2015 oferece aos CIOs e executivos estratégicos de TI um direcionamento estratégico sobre como dominar as mudanças tecnológicas neste momento decisivo, no qual é preciso adaptar-se à nova onda digital que arrebata o mercado. Mais informações estão disponíveis no site: gartner.com/br/symposium.

 

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *