NOTÍCIAS

Em menos de uma semana, GE faz 3 compras para entrar na internet das coisas

Em menos de uma semana, GE faz 3 compras para entrar na internet das coisas

by 16 de novembro de 2016 0 comments

Dois meses após definir a criação de uma unidade destinada à cloud computing e analytics para o mundo industrial, a tradicional General Electric mostra que não está disposta a esperar as coisas caírem dos céus. A companhia abriu a carteira e fez três aquisições que a colocam posicionada como uma fornecedora de soluções de internet das coisas quase que imediatamente.

No dia 14 de novembro, a GE anunciou a compra da ServiceMax, por US$ 915 milhões. A adquirida é uma conhecida plataforma em cloud para gerenciamento de operações de serviço de campo, com centenas de grandes clientes, inclusive a GE, que a utiliza para coordenar atividades técnicas.

Nas mãos da GE, a ServiceMax deve ajudar a monitorar inspeções, assistência de reparo e outros serviços profissionais para organizações que usam o equipamento marca GE. A plataforma está adequada para coletar dados de equipamentos com tecnologia embarcada para a internet das coisas, fornecendo métricas de analytics e funcionando na mobilidade.

“A aquisição baseia-se em nossos esforços contínuos para melhorar nossa oferta de tecnologia geral em torno da plataforma Predix e avançar nossa visão de Internet Industrial”, disse Bill Ruh, CEO da GE Digital. “A melhoria da produtividade é fundamental para a Internet Industrial e a digitalização de serviços de campo é a pedra angular de uma estratégia industrial digital de sucesso”.

A GE aposta forte na unidade de negócio que lidará com o futuro digital da indústria, ou “indústria 4.0“. Um vídeo divulgado pela empresa aponta que o mercado precisará de fornecedores conhecidos e de portfólio adequado, que é como ela pretende ser reconhecida.

Compra em dobro
Dois dias depois, a GE anunciou a compra de mais duas empresas. A startup de machine learning Wise.io e a de data intelligence Bit Stew Systems. A primeira não teve o valor da negociação divulgado. Pela segunda, a mega empresa industrial fundada em 1878 pagou US$ 153 milhões.

A Wise.io é especialista em inteligência preditiva, que usa o aprendizado de máquinas para antecipar eventos futuros. A tecnologia da startup foi inicialmente usada pelos astrofísicos para entender melhor fenômenos estelares raros, mas hoje a plataforma é usada principalmente para prever e lidar com problemas de suporte ao cliente. Os algoritmos de Wise.io antecipam um volume de pedidos de suporte e distribuem prontamente ordens para lidar com problemas de forma proativa.

A Bit Stew fornece uma plataforma de inteligência de dados movida por aprendizado de máquina, que integra informações entre dispositivos industriais conectados e sistemas externos. Tanto a tecnologia da Wise.io como a da Bit Stew serão canalizada também para o Predix.

“Essa combinação nos ajudará a acelerar nossas ofertas industriais, proporcionando aos clientes uma compreensão contextual de seus ativos e operações”, disse Harel Kodesh, CTO da GE Digital.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *