NOTÍCIAS

Ciberataque global do Bad Rabbit pode afetar o Brasil nas próximas horas

Ciberataque global do Bad Rabbit pode afetar o Brasil nas próximas horas

by 25 de outubro de 2017 0 comments

Na manhã de terça-feira, 24 de outubro, organizações na Rússia e na Ucrânia foram atingidas por um ciberataque massivo em seus sistemas computacionais. O malware, auto-intitulado Bad Rabbit, paralisou computadores críticos. Casos esporádicos também foram registrados na Turquia, Alemanha, Bulgária, Estados Unidos e Japão, de acordo com relatórios de diferentes fontes.

O malware é do tipo ransomware, que criptografa e trava arquivos, exigindo pagamento para liberação.

Várias empresas de infraestrutura foram atingidas. Na Ucrânia, o comprometeu operações de transportes. Uma das vítimas foi o aeroporto de Odessa, que está localizado na terceira maior cidade do país, causando atrasos no voo. O sistema de metrô também foi afetado.

O surto de ramsomware pode chegar no Brasil nas próximas horas, de acordo com especialistas em segurança digital da Adamos Tecnologia. A orientação é para não fazer nenhuma atualização de software entre hoje e amanhã.

“O ataque começa pelo envio de uma mensagem, ofertando uma atualização do Adobe Flash Player. O usuário, portanto, não deve fazer essa atualização. E aos que têm funcionários (no caso de empresas) ou filhos (no caso de usuário doméstico), não esquecer de repassar e reforçar essa mesma orientação”, ressalta o sócio-fundador da Adamos, Roberto Stern.

Os hackers usam engenharia social para que o internauta-usuário acredite ser necessária a atualização dos softwares, dessa forma, ao rodar o instalador o computador se autoinfecta com o malware Bad Rabbit. “Se os softwares comprometidos demandarem atualização nos próximos dias, orientamos a proceder com máxima cautela, e, na dúvida, não permita a atualização até que os antivírus estejam identificando a ameaça”, enfatiza Stern.

Neste ataque, os hackers estão pedindo 0,05 BTC (Bitcoins), aproximadamente US$ 280,00 e, enquanto o pagamento não é realizado, o acesso à máquina fica impedido.

Ataques em série
O Bad Rabbit é o terceiro surto disruptivo de ransomware este ano, seguindo os worms WannaCry e Petya/NotPetya que afetaram inúmeras organizações no segundo trimestre de 2017. As empresas de segurança estão trabalhando para descobrir se o Bad Rabbit pode ser uma variação de um desses códigos maliciosos.

De acordo com informações da comunidade de segurança, os sites usados ​​para propagar o malware foram hospedados nos mesmos servidores que foram usados ​​para distribuir o malware NotPetya em junho de 2017

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *