NOTÍCIAS

China investiga Baidu por morte de rapaz que buscava tratamento contra o câncer

China investiga Baidu por morte de rapaz que buscava tratamento contra o câncer

by 3 de maio de 2016 0 comments

O gigante de buscas chinês Baidu está sob investigação na China. De acordo com autoridades do país, um jovem morreu após fazer tratamento alternativo contra o câncer que prometia milagres. O rapaz utilizou o buscador para achar uma cura e encontrou a clínica suspeita. A empresa é acusada de hospedar curandeirismo e isso pode trazer complicações jurídicas.

Wei Zexi morreu no mês passado de uma forma rara de câncer. A clínica teria aparecido no topo da lista em sua busca na web pelo Baidu, o sistema desse tipo mais usado na China e que também possui uma plataforma de rede social. É, por isso, considerado concorrente direto do Google.

A acusação que paira sobre o Baidu é que a companhia está vendendo anúncios aos licitantes sem antes verificar adequadamente os produtos e serviços oferecidos. Em nota oficial, o gigante de buscas disse que está fazendo uma investigação interna sobre isso e busca melhorias nesse processo de propaganda. “Baidu se esforça para fornecer uma experiência de pesquisa segura e confiável para os nossos usuários, e lançou uma investigação imediata sobre o assunto.”

Os anúncios que pagam por uma colocação de destaque aparecem com mais eficiência aos usuários do Baidu. Há uma indicação de que foram “promovidos”, mas muitos acham que isso não está suficientemente claro e pode induzir o consumidor ao erro.

Queda na bolsa
As ações negociadas em bolsa do Baidu tiveram uma queda de mais de US$ 5 bi nesta semana, após a notícia da investigação vir à tona. As autoridades chinesas alegam que o Baidu oferece um serviço público que pode estar sendo distorcido por acordos comerciais que são plenamente gerenciáveis.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *