NOTÍCIAS

3 passos da evolução da Transformação Digital

3 passos da evolução da Transformação Digital

by 5 de dezembro de 2017 0 comments

* Por Guilherme Sesterheim

Quando falamos sobre negócios e empresas que estão tentando inovar, por iniciativa própria ou pela exigência da concorrência, a transformação digital é um dos conceitos mais confusos. Muitas consultorias em TI apresentam “soluções” e afirmam poder ajudar companhias a inovar e evoluir. No entanto, a transformação digital é um conceito único, a ser explorado e perseguido de somente uma forma?

Primeira onda: Transformação Digital antes de 2007
O anúncio do primeiro iPhone é um marco importante para a transformação digital, antes dele e dos aplicativos apresentados por ele, costumava ser difícil e muito caro inovar. A Transformação de Negócios (não Digital ainda) costumava acontecer em um ritmo muito mais lento. Demandava muito tempo gasto em P&D por causa de diferentes maturidades entre as áreas das empresas. A tecnologia disponível era muito limitada e era difícil pensar sobre novos produtos sem fazer uma longa pesquisa. Então, antes do anúncio de algum produto, muito tempo precisava ser gasto em validação de negócios, desenvolvimento, testes de mercado e o anúncio para usuários finais.

Depois do iPhone, houve uma onda de iniciativas para criação de aplicativos capazes de resolver pequenos problemas do dia a dia. Estas empresas conseguiram fazer dinheiro e as grandes companhias perceberam isso. Então, com este processo, as empresas perceberam que poderiam executar aquela mesma evolução para tudo, mesmo fora do ambiente de um smartphone.

Desde então, todos podem ter ideias, mas o primeiro a lançar a solução é o mais bem sucedido.

Segunda onda: A Transformação Digital se torna relativa à maturidade
Deixando de lado aquelas companhias que não estão olhando para a evolução do seu negócio e mercado, muitas estão falando sobre Transformação Digital de várias formas. Cada empresa tem uma ideia, mesmo que elas não a chamem assim. São vários cenários, com graus diferentes de maturidade:

Transformando digitalmente a comunicação:
Escolhendo um novo e-mail – ainda não é raro encontrar companhias que não possuem um serviço de e-mails confiável e estável. Muitas ainda possuem problemas para enviar dados, anexos muito grandes, spam, ferramentas de comunicação em tempo real, agenda compartilhável etc. O problema para ser resolvido aqui, transformando a organização, é a comunicação. Existem no mercado ferramentas capazes de solucionar esta demanda, o que faz parte do processo de mudanças.

Transformando digitalmente a metodologia de desenvolvimento de software:
Aplicando agile – falando especificamente sobre a área de TI das companhias, um dos problemas mais conhecidos de metodologias tradicionais de desenvolvimento de software é a falta de ciclos de feedback. Quando recebe somente uma vez a cada projeto, geralmente na etapa de validação, é muito comum que já se tenha gasto muito dinheiro para atingir aquele ponto e descubra que o software produzido não é o que se precisava ou mesmo que já está obsoleto. Quando você transforma sua área de TI para aplicar um conjunto de práticas ágeis, focando, entre outras coisas, no recebimento de feedback na hora certa, é muito mais fácil e barato desenvolver software e então suportar as demandas de negócios. Então, neste exemplo, Transformação Digital é uma mudança de processo interno.

Transformando digitalmente o negócios através de DevOps ou DevSecOps;
Reunindo tudo que importa para trabalhar mais rápido – quando a companhia trabalha guiada por departamentos que fazem somente o que deveriam e não entendem o cenário completo da sua importância para o negócio, o caminho natural é a criação de burocracia e a lentidão. A partir da experiência com as startups, grandes e tradicionais, companhias passaram a evoluir internamente. Elas possuem o dinheiro, o mercado e a intenção de não se tornarem obsoletas. Tudo que precisam fazer é mudar o comportamento e o mindset. Quando a maturidade permite colocar todos que são importantes ao negócio para trabalhar juntos, é quando adquirem real velocidade para inovar. Com áreas reunidas, como negócios, marketing, vendas, times de UX e de TI, acontece a transformação de como a companhia cria produtos e afeta o mercado.

Transformando digitalmente o negócio através de processo 100% Lean:
O “nirvana”. Você é uma startup e quer criar algo disruptivo. É fácil ser 100% lean porque provavelmente terá poucas pessoas neste projeto. Mas tome cuidado, pois assim que o produto começar a crescer, será fácil perder o mindset Lean.

Terceira onda: o futuro da Transformação Digital
Em breve, não mais do que 5 anos, chegaremos a um estágio em que todos os concorrentes, considerando startups e grandes companhias, terão conhecimento e processos internos tão maduros que poderão ter ideias, prototipá-las, testá-las e lançá-las muito rapidamente. A nova corrida será pelas tecnologias que permitirão a criação dos novos produtos.

Existem muitas novas tecnologias com potencial para mudar o mundo:
O Blockchain pode tornar bancos inúteis em poucas décadas, uma vez que não precisaríamos nos preocupar com quem “guarda” nosso dinheiro;

IoT e Serviços Cognitivos têm potencial para finalizar uma classe inteira de trabalho, tornando a vida das pessoas mais fácil e forçando os trabalhadores a encontrarem novas profissões;

Aplicações em AR/VR podem mudar como interagimos com tudo. Não precisar estar fisicamente em algum lugar, mas contando com uma experiência imersiva, é quase como teletransportar.

Em paralelo, ainda temos diferentes mercado não explorados. Alguns exemplos:

Têxtil – fazer tecido tem sido a mesma coisa pelos últimos 500 anos. O Google possui o Project Jacquard, que é um passo interessante. Mas isto é tudo que podemos evoluir?

Segurança pública – temos as câmeras, o software para encontrar pessoas e o problema de segurança. Por que não monitorar tudo e todos?

Impostos – por que ainda fazemos declaração anual de imposto de renda? Os governos já possuem todos os dados necessários.

A Transformação Digital continuará a acontecer cada vez mais rápido. As empresas que conseguirem encontrar as oportunidades que emergirão das novas tecnologias serão as bem sucedidas.

* líder de área de desenvolvimento de software na ilegra

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *