NOTÍCIAS

Vespas e drones não combinam

Vespas e drones não combinam

by 4 de setembro de 2017 0 comments

Se os drones forem uma preocupação para você e sua propriedade, use vespas para se defender. Elas parecem funcionar para abater esse dispositivo voador. O serviço de Resgate e Incêndio de Jersey (EUA) relata que um de seus equipamentos desse tipo sofreu danos e teve de voltar quando foi duramente atacado por um enxame de abelhas asiáticas (vespa velutina), enquanto fazia seu voo para detectar o exato local do ninho gigante dos insetos. O aparelho sofreu alguns danos nas hélices e pode ser recuperado facilmente. Mas o que espantou os inspetores do departamento de defesa civil foi a quantidade de ferrões e jatos de veneno na fuselagem do drone.

O vespeiro em questão está sendo uma preocupação para os habitantes locais, reporta a BBC. Moradores próximos à pedreira de La Crete Quarry notaram o número alto de insetos voando nas imediações. As vespas, conhecidas por terem uma atitude agressiva, chegaram a atacar algumas pessoas. O serviço de defesa civil foi chamado para dar fim ao incômodo, mas os inspetores não conseguiram muitas informações sobre a localização e tamanho do ninho para tomar as atitudes necessárias.

O uso de drones foi a melhor opção para o trabalho. O aparelho é capaz de voar a alturas diversas, desviar de galhos e obstáculos, além de levar consigo uma câmera para pegar imagens que possam orientar melhor a destruição do vespeiro.

As vespas asiáticas são agressivas e consideradas uma praga em diversas localidades pelo mundo. Elas foram introduzidas nesses ambientes de maneira descontrolada e representam um perigo para as abelhas típicas de cada região, produtoras de mel. Elas atacam as colmeias em enxames grandes destruindo tudo e dando grande prejuízo às atividades econômicas ligadas ao mel e às plantações que dependem da polinização das abelhas.

Fora de uso
O drone usado pela defesa civil de Jersey teve o mesmo destino das colmeias atacadas. Em segundos, um enxame imenso encobriu o aparelho numa nuvem de insetos mal-humorados. Aparentemente, os zangões foram atraídos pelo som das hélices ou viram no aparelho um imenso inimigo. O ataque tirou o drone de circulação antes que ele pudesse finalizar seu trabalho.

A defesa civil espera colocar o aparelho para voar o mais breve possível. O ninho das vespas de Jersey é imenso. Apicultores locais dizem que ele pode, em breve, abrigar cerca de 200 rainhas, e causar um alastramento da praga para mais locais.

Acesse os outros sites da VideoPress

Portal Vida Moderna – www.vidamoderna.com.br

Radar Nacional – www.radarnacional.com.br

Nenhum Comentário

Seja o Primeiro a Comentar Este Post

Nenhum Comentário Ainda!

Seja o Primeiro a fazer um comentário.

Deixe uma resposta

<

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *